Portal de Notícias e Web Rádio 

* A reunião organizada pelo diretório local do PSDB, para receber o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, inscrito nas prévias do partido para escolha do candidato a presidente foi um sucesso, com um público formado por lideranças da legenda e simpatizantes do presidenciável tanto de Poços como da região.

* A recepção, muito bem organizada, por sinal, só teve um lado negativo que não foi por culpa dos organizadores, e sim, por falha de quem cedeu o local para a reunião, realizada no teatro do prédio que na época do jogo, abrigou o Pálace Casino.O teatro é uma casa de espetáculos, destinada a sediar eventos relacionados a cultura e não para reuniões políticas ou coisa do tipo.

* Se o teatro foi cedido para a reunião do PSDB, com com qual justificativa seus arrendatários poderão negar o mesmo privilégio para outras agremiações partidárias? Vão negar o uso para reuniões do PT, PSD, Novo, PP, Avante, Cidadania, Rede e tantos outros partidos apenas porque não são eles que estão no poder e governam a cidade?

* O teatro do Pálace Casino, agora totalmente revitalizado e restaurado na sua forma original é um patrimônio que precisa ser mantido e preservado para sediar eventos que preservem este importante patrimônio, cujos salões chegaram a ser revitalizados na primeira gestão do prefeito Sebastião Navarro e totalmente depredados em gestões que se sucederam com eventos inadequados para o local.

* Só quem acompanhou de perto sabe como foi difícil a luta para convencer o Estado a reformar o teatro seguindo o projeto original,que foi modificado e transformado em boate, destruída por um incêndio ainda na época do jogo.Para a reforma foram utilizados recursos públicos investidos num prédio que integra o patrimônio histórico e cultural, que é tombado pelo Estado, exatamente para ser preservado como tal.

* O teatro precisa e deve ser utilizado para sediar espetáculos culturais, principalmente peças teatrais e os seus arrendatários, ao invés de ceder o espaço para uso político deveriam, isso sim, se preocupar em inscrevê-lo nos circuitos das grandes peças encenadas em teatros de São Paulo e Rio de Janeiro. Depois de muitas décadas, Poços de caldas possui hoje um teatro municipal de verdade, sem improvisação, e por essa razão sua preservação deve continuar sob a vigilância de todos.

* Eventos políticos como o de sábado ou outro qualquer deveriam ser programados para outros locais, como o teatro da Urca, por exemplo. Alguém pode tentar justificar a não utilização deste espaço por se tratar de local público. E daí? Por acaso o teatro do Pálace, pelo fato de estar arrendado a terceiros, deixou de ser patrimônio do Estado?

* De nossa parte, como temos amplo conhecimento da luta empreendida pelo secretário de turismo na gestão Geraldo Thadeu, quando a reforma do teatro foi sonhada e depois concretizada pelo mesmo secretário na segunda gestão do prefeito Navarro, com ajuda do governador Antonio Anastasia, continuaremos aqui, em nossa trincheira, vigilante, para que este inestimável patrimônio histórico e cultural não tenha a sua finalidade desvirtuada por pessoas sem a mínima noção do que esta casa de espetáculos representa para a cidade.

* Faltando 34 dias para as prévias que vão escolher o candidato do PSDB a presidente, o cenário é totalmente desfavorável ao governador paulista João Dória, e favorece Eduardo Leite, que governa o Rio Grande do Sul. Vai ser difícil mudar esse quadro, embora Dória esteja se esforçando para que isso aconteça e até voltou atrás, revendo a decisão de não participar do primeiro debate entre aqueles que estão inscritos nas prévias. Eduardo, Dória e Tasso Jereissati.