Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

* A notícia sobre desvio de dinheiro público, divulgada em primeira mão ontem pelo blog, foi o assunto que dominou os bastidores da política local. O caso está ganhando enorme repercussão e com certeza será motivo de questionamentos na Câmara Municipal. Pelos lados do DMAE, o clima continua tenso e o ambiente na área administrativa é de constrangimento. E a pergunta feita por todos é a mesma: como a servidora conseguiu desviar tanto dinheiro (quase R$ 1 milhão), durante mais de um ano, utilizando sempre o mesmo esquema que era enganar quem assinava os empenhos e os cheques?

* O episódio serve para que o comando do executivo volte a analisar a possibilidade de transformar a autarquia municipal em empresa pública de saneamento, seguindo o exemplo do DME. A filiação a uma agência reguladora foi um avanço, mas como a lei do marco regulatório de saneamento transfere para as empresas de água e esgoto, também a responsabilidade pela coleta e o tratamento do lixo, se criada, a empresa poderia contar também com o recurso arrecadado por meio da taxa de coleta que não é pouco dinheiro.

* O presidente do agora União Brasil, Tiago Cavelagna, ex-titular da Secretaria de Planejamento na gestão anterior está, como se diz na gíria futebolística, “esquentando o banco”, à espera de alguma vaga no primeiro escalão do governo municipal. Como tem outros compromissos profissionais, não está muito preocupado se o prefeito vai ou nãoconvidá-lo para assumir algum cargo.

* O vereador Claudiney Marques (PSDB), pelo que se viu até agora, adora arrumar encrenca e toda vez que abre a boca gera polêmica e confusão. Na sessão de terça-feira criticou assessores que trabalham em gabinetes de colegas vereadores e ainda tentou desmoralizar os partidos que representaram contra ele na corregedoria. Na penúltima eleição para a Câmara, Claudiney foi candidato a vereador pelo PSB, um dos partidos que subscrevem o documento.

* O clima esquentou ontem, mais uma vez, no grupo de whatsapp da Folha Popular entre Albert Mareca e Luiz Antonio Batista. A discussão entre os dois por meio de mensagens acabou resultando em palavras ofensivas, o que já não é novidade. Ambos vivem trocando acusações no grupo que tem DemiltonVacarelli como administrador.

* Não existe dúvida quanto à necessidade e o bom trabalho que a prefeitura por meio das secretarias de obras e serviços públicos está executando ao longo das avenidas João Pinheiro e Mansur Frahya. O que está falta é organizar e sinalizar melhor essas intervenções que normalmente resultam na interdição de uma parte das pistas, provocando engarrafamentos que irritam os motoristas. Ontem foi um dia desses. Haja paciência para tantos desvios.

* A polícia conseguiu recuperar os dois motores que tinham sido furtados da usina de asfalto da prefeitura. Com isso a usina já pode voltar a funcionar pelo menos até o próximo furto ou então por mais um defeito, coisa que já não é novidade.

* Pessoal do turismo anda batendo bumbo pelo fato de que na audiência pública sofre ferrovias, realizada pelo governo do Estado, esteve na pauta a proposta para a reativação do trem turístico ligando Poços a Águas da Prata. Muito mais importante que isso seria se na pauta estivesse a criação do terminal intermodal ferroviário, proposto pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Trabalho.Essa sim, é uma proposta interessante e que merece todo esforço do município para ser concretizada.