* A CPI de Férias dos Agentes Políticos esteve reunida na manhã de ontem, na Câmara, quando aprovou requerimento dos vereadores Tiago Braz e DineyLenon convidando o prefeito Sérgio Azevedo para prestar esclarecimentos. A data em que o prefeito falará à CPI será marcada posteriormente em comum acordo. Este foi o único tema discutido e votado. O vereador Claudiney Marques se ausentou da sessão sob a alegação de procedimento cirúrgico odontológico agendado anteriormente.

* O vice-prefeito Júlio de Freitas afirmou ontem que o modelo de vice-prefeito, que havia antigamente, de peça decorativa, não cabe mais. “Estou muito focado ao que propus fazer, trabalhar. O modelo é o de assistente técnico, de assistente que subsidia o técnico, mas que também faz a ponte com a equipe, com os secretários e com a população. Meu propósito é ser leal ao prefeito, de não ter um projeto político, porque quando falam que o vice quer ser prefeito já está criada uma rivalidade natural”, declarou em entrevista na Master Web Rádio.

* Sobre uma possível candidatura sua nas eleições do ano que vem, Júlio de Freitas disse que a falta de representantes, como tem ocorrido com Poços há anos, faz diferença, faz falta para a cidade que tem pagado um preço alto por isso. “Fui eleito como vice-prefeito e naturalmente você já se coloca nessa vitrine, nessa possibilidade de ser um pré-candidato a deputado. Já coloquei meu nome à disposição do Tiago Cavelagna, presidente do meu partido”, informou.

* Essa luta que a prefeitura de Caldas e alguns municípios vizinhos estão travando com a INB para evitar que outras 1.190 toneladas de rejeitos radioativos sejam transportadas de São Paulo para o depósito da INB em Caldas, nos faz lembrar o trabalho do saudoso e competente geólogo da empresa, Marco Antonio de Oliveira, o “Marco Paraiba”, que com muito empenho, antes de ser transferido da unidade de Caldas estava preparando a implantação de um projeto de descomissionamento e recuperação de toda área degradada pela mineração de urânio no planalto.

* Marcão já estava com tudo planejado para colocar em prática, o Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (PRAD), que foi elaborado a partir de estudos nas áreas de hidrologia, geoquímica, hidroquímica e radioproteção, realizados com o objetivo de definir as obras a serem realizadas e as ações de recuperação ambiental que devem ser desenvolvidas na unidade de Caldas, um projeto aprovado pelo IBAMA em 2012. Infelizmente não conseguiu concretizar seu objetivo e hoje a INB infelizmente, não fala mais no assunto. Lamentável.

* Quinhentas cidades de Minas Gerais não registraram óbitos por covid-19 no período compreendido entre 6 de setembro a 6 de outubro. Os dados foram informados pelas prefeituras à Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), e constam no sistema Sivep, do Ministério da Saúde. O número, que corresponde a 58% dos municípios do estado sem mortes pela doença em um mês, revela a eficácia da vacinação contra o coronavírus.

* Na zona leste, na primeira travessa da rua Pedro Barbosa, nosso colaborador Fábio terra flagou um fato interessante. Uma rua com placa de sem saída e com placas indicativas de nomes diferentes na mesma via.