Paulo Ney de Castro Júnior

Secretário de Comunicação

 

Na entrevista desta segunda, o Secretário de Comunicação, Paulo Ney, conversa com a jornalista Neusa Reis sobre o funcionamento de sua pasta, adaptações feitas no setor, agilidade na divulgação de informações, fakenews, absorção de serviços, programação natalina e comemoração dos 150 anos de Poços

Blog – Antes de ser secretário de Comunicação do governo municipal você era gerente de marketing da Caldense, qual a diferença das duas funções?

Paulo Ney – Em 2017 eu assumi a coordenação de imprensa e comunicação social da Prefeitura e só agora, neste segundo mandato, é que assumi a secretaria como um todo, como secretário. Sai da Caldense por conta do tempo porque como secretário tenho que me dedicar integralmente. O serviço da Caldense e da Prefeitura tem muita coisa em comum em termos de comunicação, mas difere porque na Prefeitura tratamos muito com assessorias de imprensa, utilidade pública, enquanto que na Caldense o marketing era acima da informação.  Os serviços são bem similares e uma coisa que pesa e é bem parecida é a gestão de pessoas, porque lá eu coordenava uma equipe e aqui, na Prefeitura, uma equipe maior, mas é um trabalho muito parecido e tudo dentro da área de comunicação.

Blog – O fato de o seu gabinete estar muito próximo ao do prefeito facilita a comunicação?

Paulo Ney – Sim. Foi uma coisa que definimos logo no início do governo de 2017, de a Comunicação estar bem próxima do prefeito. Ao mesmo tempo o vice-prefeito passou a ter um gabinete reservado, onde pode estar tratando e cuidando de sua própria agenda em um local mais apropriado para o atendimento ao cidadão.Foi uma coisa que deu certo e a Comunicação contribuiu muito com o trabalho do prefeito no primeiro mandato e deixo os méritos para o secretário de Governo, Celso Donato, que estava à frente da Secretaria de Comunicação. O que deu certo no primeiro mandato a gente manteve. Esta proximidade da Comunicação direta com o prefeito, sabendo de sua agenda e acompanhando tudo que está acontecendo no dia-a-dia da Prefeitura contribui muito, não só para o trabalho da Prefeitura como um todo, mas também para a informação da população.

Blog – O prefeito tem um marketing próprio, tem suas redes sociais e se comunica através de vídeos, fotos e informações. Isto é bom?

Paulo Ney – É bom. O prefeito tem adotado isso praticamente desde o início do seu governo em 2017. Isso é bom porque tem a forma dele de se comunicar e é bem vista pela população e na maioria das vezes ajuda na Comunicação. É lógico que a gente sempre antecipa tudo e na maioria das vezes a Prefeitura faz questão de dar em primeira mão, até antes do prefeito, mas é uma tendência. Acho que todos os políticos usam dessa ferramenta, a rede social está aí para isso e é uma coisa que complementa. É bom destacar a velocidade da informação. Desde que assumimos isso é uma prioridade que temos implantado: aconteceu, temos que noticiar na hora e não esperamos mais tempo para fazer release, fazemos no time que está acontecendo e isso contribui, porque hoje a informação é mais rápida, a necessidade de absorver esta informação também é mais rápida, mais dinâmica e estamos trabalhando dessa forma, principalmente com o uso das redes sociais.

Blog – Quando uma notícia falsa se espalha é difícil apagar o fogo?

Paulo Ney– Mais difícil tentar apagar o fogo do que construir uma coisa nova. Uma coisa que dá muito trabalho para a gente, mas acho que a população tem que ficar atenta aos órgãos oficiais, à imprensa oficial da Prefeitura para buscar a informação verdadeira. Hoje a população está bem informada e resiste a essas fakenews, porque, infelizmente, existem alguns canais que gostam de propagar esse tipo de informação e estamos aqui para passar as informações verdadeiras, a imprensa oficial está aqui para fazer isso, ela tem esse papel.

 Blog – Com a tecnologia digital ficou mais fácil registrar as reivindicações e denúncias?

Paulo Ney – Contribui muito com a população e a Prefeitura teve que se adequar. Essa foi uma falha que verificamos e hoje temos utilizado muito. Nas redes sociais criamos ferramentas para ajudar a população, como, por exemplo, o ‘eOuve’ que é uma Ouvidoria virtual em que o cidadão sem sair de sua casa solicita um serviço da Prefeitura, faz a reclamação, uma crítica, um elogio. Desde que foi criado o serviço, a pouco mais de um ano e meio, tivemos 6000 interações, que foram todas atendidas, temos o feedback disso e o cidadão pode acompanhar os atendimentos online, receber o protocolo de tudo que foi feito. Isso não ajuda só a população, ajuda também a prefeitura a se organizar e atender ao pedido do cidadão de forma rápida. Essas ferramentas vieram para contribuir muito, não só para a informação, mas no serviço prestado.

Blog – O prefeito sempre fala que o mandato anterior foi difícil e o que mais atrapalhou foi a pandemia. E agora, está tudo mais calmo?

Paulo Ney – O prefeito fala e com toda a razão, porque passamos 4 anos muito complicados, que vem do início da gestão pela forma como encontramos a Prefeitura, pela retenção de impostos do governo do estado, o que foi muito difícil. Falo para o prefeito que quando chegar lá na frente ele vai falar que fez milagres mesmo. Passamos por anos muito ruins e graças ao trabalho que foi feito, da gestão do prefeito com toda a sua equipe, hoje a Prefeitura está em outra situação. Hoje o prefeito pode ter, entre aspas, uma tranquilidade maior para realizar as obras e as ações que ele planejou lá atrás. Hoje está colhendo e isso é fruto também de uma reeleição, porque senão houvesse a reeleição acho difícil que esses projetos iniciados em 2017 pudessem virar realidade hoje. Acredito que Poços vá viver os próximos anos de muitas prosperidades. Não podemos esquecer que em 2022 Poços vai completar 150 anos e é mais um motivo para estarmos trabalhando e termos muitas coisas novas na cidade.

Blog – Por conta da pandemia não podemos comemorar as datas de final de ano em 2020. Qual a expectativa para este ano?

Paulo Ney – Nossa expectativa é que a situação esteja mais sobre controle. Temos sido muito cautelosos quanto a isso etudo vai depender das liberações do Comitê de Saúde que tem acompanhado dia a dia a evolução do covid, as deliberações têm sido feitas na medida em que o número de casos vai diminuindo. Eu acredito que ainda temos que aguardar um pouquinho para falar sobre isso. Eu, particularmente, acredito que até o mês de novembro vamos estar em uma situação bemmelhor e que alguma coisa possa ser flexibilizada em relação a isso,mas são as autoridades sanitárias e de saúde que vão poder falar isso mais para frente um pouco.

Blog – Quais as mudanças introduzidas no setor de comunicação da prefeitura? 

Paulo Ney – Hoje quando falamos de Comunicação é muito amplo. A Secretaria de Comunicação aos poucos foi absorvendo serviços e criando mais funcionalidade. Há anos atrás a Secretaria de Comunicação era uma secretaria exclusiva de jornalismo, fazia as campanhas institucionais da Prefeitura e no mais era produção de releases e informação.  Hoje a Secretaria de Comunicação toma conta do Diário Oficial do Município, da Ouvidoria do Município, temos investido muito na Rádio Libertas e nossa idéia, até o próximo ano, é ter uma TVWeb da Rádio Libertas. Temos ainda o Portal Transparência, que quando assumimos praticamente não existia e que hoje está com nota acima da média estadual. As coisas vão evoluindo e temos ainda um serviço de qualidade de atendimento das secretarias, em que fazemos uma avaliação do atendimento de todas elas e da correção de problemas. A Secretaria de Comunicação se tornou bem robusta e tem papel fundamental no trabalho como um todo de todas as secretarias.