Portal de Notícias e Web Rádio – CNPJ 44.219.101/0001-23

* Mais dois deputados se manifestaram em redes sociais como defensores do Hospital Santa Lúcia no episódio da rede de emergência. Odair Cunha, do PT, que disse estar satisfeito porque o hospital continuará credenciado para este tipo de atendimento e o deputado estadual Antonio Carlos Arantes (PSDB), cuja declaração foi no mesmo sentido. Lembrando que até agora o secretário de saúde do estado não se pronunciou oficialmente a respeito do assunto.

* Sábado à tarde, numa roda de amigos, um deles, que acompanha a política sulfurosa desde os tempos dos chamados coronéis, disse que o prefeito Sérgio comete um erro ao querer lançar como candidatos a deputado a dupla formada por Celso Donato (federal) e Júlio de Freitas (estadual). Na opinião desse observador, Júlio não acrescenta votos a candidatura do secretário de governo. O correto, segundo ele, seria dobrar com um ou mais candidatos a deputado de outras cidades que pudessem alavancar o nome de Celso Donato, uma vez que ele não é conhecido na região. “Os votos do Júlio são os mesmos que serão dados ao Celso”, disse o experiente analista da cena política sulfurosa.

* Na opinião dele, como Celso tem o espírito introvertido, seria preciso colar ao seu lado alguém mais conhecido, de comportamento mais aberto, alegre e expansivo, tipo Paulinho Corominas, que já provou ser bom de campanha, embora seja ruim de articulação. Juntos, Celso e Júlio formam uma dupla sem sal nem açúcar.

* O nome do vice-prefeito Júlio de Freitas como pré-candidato a deputado estadual estaria sendo imposto pelo presidente do Democratas, Tiago Cavelagna, que está no aquecimento, pronto para voltar ao governo, já pensando em substitui-lo na vaga de pré-candidato a uma vaga na Assembleia Legislativa. O problema é que, assim como Júlio, Cavelagna não acrescenta votos ao candidato na Câmara Federal. Melhor que os dois (Júlio e Cavelagna) seria o vereador Flavinho, ou até mesmo Marcelo Heitor, do PSC.

* Foi divulgada no Diário Oficial do Município, ontem, portaria assinada pelo prefeito Sérgio Azevedo nomeando a comissão para organização dos eventos comemorativos do aniversário de 150 anos de Poços de Caldas. Faltando mais de um ano para a celebração da data, a comissão terá a coordenação do secretário de Comunicação, Paulo Ney, e contará, ainda, entre os seus membros a jornalista Elisângela Zanetti.

* O prefeito Sérgio Azevedo relembrou com saudosismo, na noite de ontem, em sua página no Facebook, que há exatos 5 anos, naquele horário, tinha sido eleito para governar a cidade de 2017 a 2020. “Sabia que enfrentaria muitas dificuldades, mas não imaginava que seriam tantas. Neste período, que considero o mais difícil da nossa história, passamos por inúmeras adversidades, mas nunca perdi a fé! Trabalho nunca faltou, e isso me conduziu a ser o primeiro prefeito reeleito de Poços”, escreveu