* Realmente, merece entrar para a história a 181ª. reunião do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Artístico, Cultural e Turístico (Condephact), realizada no dia 20 de maio último, ocasião em que a presidente do Conselho, Fernanda Marinoni, deu a infeliz e estapafúrdia sugestão para que a prefeitura proceda a demolição do coreto localizado na Praça Paulo Afonso Junqueira, na Vila Cruz.

* A justificativa, mais infeliz ainda, é que devido a ações de vandalismo, o local se encontra em precárias condições. Ora bolas, o vandalismo é fruto da falta de manutenção, o que não é novidade nesta e na administração anterior, a equipe de governo era a mesma. O coreto foi fechado, mesmo antes da pandemia porque estava sendo utilizado como dormitório por moradores em situação de rua, que tomaram conta do local devido a incapacidade da prefeitura em preservar o patrimônio público.

* O mesmo aconteceu com a Casa de Chá, no Recanto Japonês, destruída por um incêndio criminoso durante a gestão do prefeito Eloisio Lourenço, pela absoluta falta de vigilância, embora o município mantenha uma Guarda Municipal, cuja missão principal é a de vigiar o patrimônio do município…

* Na proposta da presidente do antigo Conselho, ela sugere que depois da demolição do coreto seja feita a revitalização da praça. Pois bem, a fonte luminosa no mesmo local está desativada e costumeiramente é ocupada por moradores em situação de rua. Vai demolir também a fonte? E depois que a praça for revitalizada, quem garante que o vandalismo terá fim?

* No dia 26, quinta-feira passada, tomaram posse os novos integrantes do CONDEPHACT, e seu novo presidente é Evandro Gomes Limão. O que se espera desta nova composição do Conselho é que não compactuem, com o pensamento do conselho anterior, que foi responsável também por autorizar a instalação daquela coisa horrorosa denominada estação de recarga para bicicletas elétricas, instalado na frente da antiga estação ferroviária, um imóvel que integra o nosso patrimônio histórico.

* O diário oficial publicou na edição de ontem, Resolução onde o Comitê Municipal Gestor do Plano de Contingenciamento do Coronavírus prorroga, em caráter excepcional, as medidas restritivas, voltadas para a contenção da Covid-19. Pela resolução ficam mantidas as determinações constantes da Resolução anterior.