* Está agendada para o dia 16 de setembro, exclusivamente por transmissão via internet, à partir das 15 horas, a audiência pública cujo objetivo é a elaboração da Lei Orçamentária Anual para o exercício financeiro de 2022.

* Amanhã, quinta-feira, a Agência de Desenvolvimento de Poços de Caldas (ADPC) assina um termo de cooperação técnica com o INDI – Agência de Promoção de Investimento e Comercio Exterior de Minas Gerais. Este acordo de parceria permitirá a ADPC trabalhar em conjunto com o INDI na captação de novos negócios e fomento aos existentes.

* O acordo fortalece as ações e o reconhecimento da importância e relevância da ADPC para o desenvolvimento econômico de Poços de Caldas e sua microrregião. A assinatura será às 14 horas, no salão verde do Pálace Hotel.

* Virou moda na secretaria de esportes a adoção de praças esportivas e ginásios de esportes. Após transferir a administração do estádio municipal Antonio Megale para a Caldense, uma comissão foi composta para o credenciamento visando a adoção do Ginásio Poliesportivo Vilas Unidas. Após o chamamento público, o ginásio será entregue para a empresa Confederação Brasileira de Cricket,

* De 1º a 30 de setembro, os apaixonados pela comida mineira poderão realizar um circuito por 20 estabelecimentos, entre restaurantes, lanchonetes e cafeterias de São Lourenço, para experimentar pratos criados especialmente para a nona edição do Festival Gastronômico. Como o prefeito declarou que os turistas vêm a Poços atraídos pela sua gastronomia, deveria incentivar a criação de um festival semelhante ao de São Lourenço. Certo?

* Por meio do decreto de número 13.758, o prefeito Sérgio Azevedo estabeleceu ponto facultativo no dia 6 de setembro, segunda-feira, véspera de feriado. Com isso as repartições permanecerão fechadas de sábado até terça-feira, retomando as o expediente normal apenas na quarta, dia 8.

* O ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, disse nesta terça-feira que a crise hídrica se agravou e voltou a pedir esforço da população e empresas para reduzirem o consumo de energia elétrica. No pronunciamento, ele deu alguns exemplos: “desligando luzes e aparelhos que não estão em uso, aproveitando mais a luz natural, reduzindo a utilização de equipamentos que consomem muita energia como chuveiros elétricos, condicionadores de ar e ferros de passar”.