* Uma boa sugestão. O ciclista AlvaroDanza Vilela postou ontem no facebook uma sugestão que merece uma análise por parte da prefeitura. Pintura para demarcar uma ciclofaixa no acostamento derodovia em trecho urbano. O DER não deve se opor a ideia que pode não ser o ideal, mas já é um começo e vai ajudar a proteger os ciclistas que diariamente circulam por ali.

* Por força de lei, trimestralmente o Município precisa fazer a prestação de contas ao SIOPE – Sistema de Informações sobre Orçamentos Públicos em Educação. Este ano a prefeitura ainda não fez nenhuma prestação pelo fato de que o regimento do Conselho de Acompanhamento do FUNDEB teria que ser alterado. Ocorre que a Secretaria de Governo encaminhou para o legislativo uma cópia da lei, e nem se deu ao trabalho de retirar da proposta o nome da Prefeitura Municipal de São Paulo. Os vereadores, claro, devolveram para o executivo. Após correção, a mensagem retornou ao legislativo e foi votada em regime de urgência e aprovada em 06/07/2021.

* Após consultar o CAUC da Secretaria do Tesouro Nacional os vereadores verificaram que o município de Poços não realizou a entrega de nenhuma das três prestações de contas bimestrais obrigatórias no ano de 2021. Na sessão desta terça-feira, o vereador Lucas Arruda (Rede) vai levantar a questão e apresentando requerimento solicitando que o executivo informe a razão pela qual não fez as prestações de contas. A falha pode inviabilizar repasses de verbas destinadas ao município no setor de educação.

* Com o final da concessão e o contrato encerrado, o Café Concerto, no Parque José Affonso Junqueira foi fechado. É mais uma atração turística que deve permanecer inativa por um bom tempo, até que seja aberta e concluída a licitação para escolha do novo concessionário. Mais uma falha desta administração que deveria concluído o processo licitatório antes mesmo do encerramento daatual concessão. Se tivesse agido dessa forma, o Café Concerto permaneceria fechado por poucos dias, o suficiente apenas para a posse do novo concessionário.

* Como secretário de governo e depois de turismo, no ano 2000, participei junto com a advogada Salma Neder da elaboração do primeiro edital para a concessão que iria substituir a biblioteca que funcionava naquele local pelo “Café Concerto”, e tivemos a felicidade de a família Medri, que é proprietária do Café Sá Rosa, ter se interessado pela exploração do local, sendo a vencedora do certame e cuidando desde então com muito profissionalismo de uma das nossas principais atrações turísticas na área central.

* O vereador Claudiney Marques está propondo que motoristas de táxis e de aplicativos possam ter tempo ampliado, dos atuais 10 minutos para 30 minutos, de parada na Zona Azul, sem ter que pagar multa. “O objetivo é que eles possam ter mais tempo para atender os seus clientes. Espero e acredito que a Câmara vai ser cuidadosa neste olhar em favor desses profissionais”, defendeu o vereador.