* Uma das poucas coisas boas desse governo foi acabar com o chamado horário de verão. Mas a alegria pode não durar muito uma vez que ontem o presidente deu a primeira sinalização de que pode voltar a implementar o horário de verão para lidar com a crise hídrica do País. Ele afirmou que, mesmo sendo contra a medida, se a população mudar de opinião sobre o tema, ele “segue a maioria”. “Se a maioria da população quiser a volta, eu posso fazer isso aí.”

* O DME está informando que conforme determinação da Aneel a bandeira tarifária para agosto continuar sendo vermelha, patamar 2, com custo de R$ 9,49 para cada 100kWh consumidos.  De acordo com a agência reguladora, para agosto a perspectiva hidrológica é com os principais reservatórios do sistema interligado nacional em níveis consideravelmente baixos para essa época do ano, reduzida capacidade de produção hidrelétrica e necessidade de acionamento máximo dos recursos termelétricos, pressionando os custos.

* Preocupado com o meio ambiente e a segurança alimentar, o vereador Douglas Dofu, retomou um anteprojeto proposto pela ex-vereadora Ligia Podestá, que envolve sustentabilidade e prática alimentares saudáveis. O anteprojeto que institui o Programa Moeda Verde no município visa a troca de uma determinada quantidade de materiais recicláveis por alimentos.

* A secretária de educação Maria Helena Braga, fez questão de visitar ontem várias unidades da rede municipal de ensino para verificar pessoalmente como estava o primeiro dia de aula pelo sistema híbrido. Todo material adquirido para preservar a saúde dos professores, servidores e principalmente dos alunos foram entregues pela manhã nas unidades, antes do início das aulas que neste primeiro dia teve pouca adesão dos alunos.

* O Impostômetro, medidor da Associação Comercial de São Paulo (ACSP) da carga tributária dos brasileiros, marcou R$ 1,5 trilhão ontem. Esse é o montante que foi pago desde o primeiro dia do ano em tributos federais, estaduais e municipais. O governo federal atingiu esse valor no ano passado no dia 28 de setembro. O que quer dizer que os brasileiros estão pagando mais impostos. Segundo a ACSP, parte da alta na arrecadação acontece devido a recuperação econômica, impactada pela crise gerada pela pandemia de coronavírus.

* A Receita Federal vai enviar 46 computadores para as prefeituras do Sul de Minas, avaliados em R$ 100 mil. Poços de Caldas será um dos municípios beneficiados, além de Andradas, Campestre, Caldas e Ipuiúna. O objetivo da Receita é proporcionar a estes municípios maior agilidade no atendimento da população.

* O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), é o nome mais conhecido da população depois de Zema (Novo) e Kalil (PSD) para uma eventual disputa ao governo de Minas nas eleições de 2022, segundo a pesquisa exclusiva DataTempo/CP2. O nível de conhecimento é sempre um indicador importante porque antes de escolher votar em um candidato, é preciso que o eleitor o conheça primeiro.

* Apesar de estar bem colocado nesse quesito, há a possibilidade de Pacheco mudar de partido e se candidatar à Presidência. Ele ganhou exposição nacional após se eleger para a presidência do Senado e também por causa da CPI da Covid-19, que atraiu o interesse da população e fez com que os senadores ficassem mais conhecidos.

* Minas registrou 17 mortes causadas pela COVID-19 no período de 24h. O estado  soma 50.628 mil óbitos pelo vírus desde março de 2020. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta segunda-feira (2/8).O número total de casos de infecção confirmados chega a 1.975.547 no estado, sendo que somente em 24h outros 2.261 novos casos foram registrados.