* Um governo bem avaliado pela população é fundamental para qualquer político que busca a reeleição. Em 2022, tanto Jair Bolsonaro como Romeu Zema vão tentar conquistar o direito de ficar mais quatros anos nos respectivos cargos. Porém, o cenário é bem diferente para os dois: a pesquisa DataTempo/CP2 aponta que 43,7% da população mineira considera que o governador faz uma administração boa ou muito boa. O cenário é o oposto do enfrentado pelo governo federal: a maior parte dos entrevistados, 44,2%, avalia que a administração de Bolsonaro é ruim ou muito ruim.

* A Secretaria da Fazenda, em parceria com o setor administrativo já definiu quais serão os prêmios que serão sorteados entre os contribuintes que recolherem seus impostos em dia: Ao todo serão dez prêmios: 1) um automóvel 1.0 0KM; 2) 1 motocicleta tipo scooter; 3) 1 smart TV 50″; 4) 1 notebook de 4gb; 5) 1 smartphone; 6) 1 smart TV 42″; 7) 1 notebook de 4 gb; 8) 1 smartphoene; 9) smart TV 42″ e 10) 1 notebook de 4 gb.

* A vereadora Regina Cioffi publicou nas redes sociais um vídeo muito bem produzido para prestar contas das suas atividades no legislativo durante este primeiro semestre. Foi sem dúvida um período produtivo e de bons projetos apresentados pela vereadora que após a viagem que fez a Belo Horizonte, onde se encontrou com o deputado Marcelo Aro, presidente regional do PP, voltou bastante animada e confiante no seu futuro politico.

* Sérgio Azevedo sancionou lei aprovada pela Câmara Municipal dispondo sobre a obrigatoriedade de prestação de serviços de psicologia e de serviço social na rede pública de educação básica do município. Com a participação da comunidade escolar, as equipes multiprofissionais atuarão no sentido de assegurar o direito de acesso e permanência na escola; criar estratégias de intervenção em dificuldades escolares relacionadas a situações de violência, uso abusivo de drogas, gravidez na adolescência, vulnerabilidade social, articular a rede de serviços para assegurar proteção de mulheres, crianças, adolescentes, idosos, vítimas de violência doméstica, intimidação sistemática, promover ações de combate ao racismo, sexismo, homofobia, discriminação social, cultural, religiosa, entre outras ações.