* Só não dá para concordar com o fato de o equipamento ter sido desativado após o acidente, uma vez que a queda se deu por falha humana. Chovia e ventava muito e a recomendação com o tempo nessas condições sempre foi a de desligar o equipamento para não causar acidente. O funcionário que estava no alto da serra, mesmo com tempo desfavorável, decidiu descer da serra por ele, arriscando até mesmo a própria vida. Só sobreviveu porque pressentindo que a cabine iria cair, pulou antes, sofrendo ferimentos, natureza menos grave.

* Como se tratou de falha humana, o teleférico poderia continuar em funcionamento, pelo menos até o início da pandemia, quando os pontos de passeio foram fechados por algum tempo e agora estão reabertos aos turistas. Em funcionamento o teleférico teria evitadas as aglomerações registradas por turistas que subiram em seus próprios veículos.

* A expectativa agora é pela realização da concorrência pública para terceirizar uma das nossas principais atrações turísticas e como o processo é demorado e o teleférico necessita de reforma, será quase impossível que seja colocado novamente para andar ainda este ano.

* É preciso também que o edital de concorrência para a terceirização do teleférico seja bem elaborado, com cláusulas que permitam até mesmo a participação de interessados da própria cidade. Segundo consta, um hoteleiro proprietário de uma rede de hotéis demonstra interesse em assumir o equipamento que nunca deveria ter saído das mãos da iniciativa privada. Um dos muitos equívocos cometidos na gestão do prefeito Paulo Tadeu.

* Um dia após a divulgação do resultado da pesquisa DataTempo/CP2 para o Senado, o senador Antonio Anastasia (PSD) confirmou que vai tentar a reeleição em 2022.Ele foi entrevistado, nesta quinta-feira, no Café com Política, na Rádio Super. O ex-governador de Minas Gerais é, hoje, o nome com o maior potencial de voto, de acordo com o levantamento. São 34% os que afirmam que votariam nele com certeza ou que poderiam votar.

* A pesquisa não colocou o nome do senador dentre aqueles com possibilidade de entrar na disputa, mas a sondagem mesmo assim, apontou que Anastasia é o preferido disparado entre os eleitores para continuar representando Minas no Senado. Dias atrás, quando esteve em Poços de Caldas para uns dias de descanso, o senador já tinha confirmado, com exclusividade para este jornalista que será candidato à reeleição.

* Realmente não deu para entender a atitude de alguns policiais da PM que estavam realizando blitz na manhã de ontem na zona oeste quando guincharam uma caminhonete do ex-secretário da fazenda e ex-diretor do DMAE, Luiz Antonio Fonseca porque estava com os pneus “carecas”, fato desmentido pelas fotos publicadas pelo próprio motorista que estava com os documentos do veículo em dia e até se propôs a se dirigir até a loja Campneus próxima do local da blitz para fazer uma avaliação dos pneus, proposta recusada pelos policiais que mandaram guinchar o veículo.

*  Mas o fato não terminou por ai, leiam a narrativa do Luiz Fonseca encaminhada ao blog ontem à tarde:gente eu estou revoltado, olhem só, meu carro foi guinchado por pneu liso, agora tenho que esperar até   depois das 18 horas para entrar no site, ver se consigo agendar para amanhã (hoje) pra ir na delegacia  de transito, ai comprar  4 pneus novos  levar a nota fiscal lá, e não  posso levar o borracheiro  pra trocar no pátio tenho que pagar o guincho (224,00 cada vez) pra colocar os pneus dentro do carro pra levar pro borracheiro  trocar, isso é revoltante, uma vergonha”.

* O vereador Roberto dos Santos informou que com o apoio da vereadora Regina Cioffi quer ampliar o número de leitos de UTI NeoNatal da Santa Casa. Segundo ele, o número de leitos hoje, que é 17, não consegue atender a demanda, uma vez que o hospital atende toda a região. O vereador disse que deve ir a Belo Horizonte em breve conversar com seu deputado Gilberto Abramo, que é de seu partido e da sua igreja, para buscar recursos neste sentido, através de emenda parlamentar. “Saúde é primordial temos que ajudar o Executivo nesta área”, defendeu.