* Ao lado do secretário de governo (também chamado de primeiro ministro) Celso Donato, o prefeito gravou ontem e postou na sua página do facebook, outro vídeo, desta vez no alto da serra, com vista para a cidade, para anunciar outras “boas notícias” para a população.

*A ideia do prefeito Sérgio Azevedo de construir o Centro Administrativo Municipal na área reservada para estacionamento de ônibus no terminal rodoviário, um projeto que ele já encomendou para seus colegas servidores da Secretaria de Planejamento, não é ruim e chega até a ser um local melhor do que a área escolhida na gestão do prefeito Sebastião Navarro, na zona sul, terreno que além de ter gerado muita polêmica e desperdício de dinheiro com infraestrutura, nunca foi encarado como o melhor local para este tipo de construção.

* Além de evitar gastos com infraestrutura, terraplenagem e vias de acesso, a área ao lado do terminal rodoviário serve hoje apenas como ponto de estacionamento de grandes caminhões utilizados no transporte de cargas de indústrias instaladas no município.

* A princípio esta área, segundo o projeto do terminal rodoviário, serviria para estacionamento dos ônibus de turismo que vinham para a cidade transportando grande número de visitantes de fins de semana, que não se hospedavam em hotéis. Como este tipo de turista não existe mais, a área está abandonada e até mesmo a edificação que deveria servir como terminal para os ônibus de turismo hoje é ocupada pela Delegacia de Trânsito.

* Caso o monotrilho volte a funcionar no trajeto centro/terminal, como fazia no ano 2.000, além de se constituir em mais uma atração turística, pode servir sim, para o transporte de servidores e passageiros com destino ao futuro Centro Administrativo, ao terminal rodoviário e ao próprio shopping, localizado nas proximidades. Seo prefeito continuar com a mesma ideia, o projeto merece apoio, até porque é viável, ao contrário da área na zona sul, podendo deixar de lado o sonho alemão de se construir aqui um metrô de superfície com 23 kms de extensão, ao custo de R$ 2 bilhões. Uma proposta ridícula, para dizer o mínimo.

* E mais, a construção do Centro Administrativo, onde todas as repartições municipais seriam reunidas no mesmo local, além de resultar em economia para os cofres públicos com despesas de aluguel e locomoção, será um projeto de baixo custo. Se inaugurado ainda nesta gestão, o prefeito poderia chamar ficando sua passagem pelo comando do executivo eternizada como sendo o prefeito que descentralizou os serviços públicos municipais.

* PSL, DEM e PP, do chamado Centrão, negociam se fundir, segundo apurou o portal Poder360. O novo partido seria o maior do Congresso, com 121 deputados e 15 senadores do chamado Centrão. A negociação está em seus últimos estágios, e o novo partido deve ser anunciado em breve. A nova sigla terá um comando dividido entre os 3 partidos atuais. A presidência ficará com Luciano Bivar, atualmente no comando do PSL. A vice-presidência, com ACM Neto, atual presidente do DEM. Já o PP ficará com a secretaria-geral, representado por Ciro Nogueira, que é o atual presidente do partido.