Portal de Notícias e Web Rádio 

* A prefeitura agilizou o trabalho dos agentes contra a endemia que vem provocando aumento nos casos de dengue em boa parte do país e Poços não está livre deste tipo de epidemia que vem preocupando as autoridades. Mas é preciso também que o poder público municipal mantenha vigilância principalmente nas praças, parques e locais públicos. É o caso da Praça dos Macacos, onde a fonte está desativada, em estado de abandono, um bom local para a proliferação do mosquito Aedes aegypti. Além da fonte abandonada, o gramado ao redor está mal cuidado e servindo como dormitório para desocupados. Fica aqui o alerta para o secretário de serviços públicos Celso Donato.

* A americana Alcoa, uma das maiores empresas de alumínio do mundo, comprou a rival australiana Alumina por US$ 2,2 bilhões. O negócio terá repercussões globais. No Brasil, as duas empresas operam juntas por meio da joint venture Alcoa World Alumina and Chemicals, que é dona de uma mina em Juriti (PA) e da refinaria Alumar, em São Luís (MA).

* Nas pesquisas para eleições municipais, nas quais o PSB de Poços de Caldas teve acesso, a informação é que o ex-prefeito Eloisio do Carmo Lourenço aparece com um baixo índice de rejeição, o que respaldou a apresentação de seu nome como opção para a disputa à prefeitura pelo grupo oposicionista. A informação é da direção do partido em Poços.

* O ex-prefeito Geraldo Thadeu foi muito elogiado e até mesmo homenageado durante as reuniões promovidas para o lançamento da candidatura de Fuad Noman à reeleição para a prefeitura de Belo Horizonte e também depois, no evento promovido pela direção nacional do partido com os novos prefeitos filiados ao PSD e candidatos à chefia do executivo em diversos municípios mineiros. Um dos elogios partiu do presidente nacional da legenda, Gilberto Kassab, durante a sua fala.

* E por falar em PSD, a situação da legenda em Poços de Caldas continua indefinida, principalmente após as reuniões de BH. Além do grupo da situação que comanda o executivo, pelo menos outros dois grupos disputam o direito de nomear a futura comissão executiva do partido. Não será nenhuma surpresa caso o partido continue na base de apoio do prefeito Sérgio Azevedo, até porque tem o aval do União Brasil, legenda aliada, que deve lançar o candidato a prefeito do grupo situacionista.

* Um outro fator que pode colaborar para que isso aconteça está no fato de o prefeito Sérgio Azevedo não esconder o desejo de quando deixar o mandato, mudar de partido, deixando o PSDB para se filiar na legenda presidida por Gilberto Kassab e pela qual colocaria seu nome como pré-candidato a deputado. Sérgio não acredita que o partido tucano consiga dar a volta por cima tendo como sua principal liderança em Minas o ex-governador Aécio Neves.