* O Comitê Extraordinário Covid-19 decidiu, nesta quinta-feira, pela manutenção das 14 macrorregiões de Saúde nas respectivas ondas do Minas Consciente em que se encontram atualmente. Com isso, uma delas, a região sul, onde Poços está localizada, continua na onda vermelha. Os indicativos de aumento no número de casos de COVID-19 em Minas preocupam o secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti. “Temos um platô com viés de alta”, afirmou. Ele reforçou que é importante observar se o estado está entrando em um novo pico, lembrando que a segunda onda ainda não foi controlada.

* Mais uma boa iniciativa da secretaria de comunicação da Prefeitura que tem no comando Paulo Ney de Castro Júnior. Quem passa pelos postos de vacinação está recebendo em mãos um bem elaborado folder com informações importantes à respeito do Covid-19, com lembretes sobre a importância da vacinação e os cuidados básicos para evitar o contágio. Muito bom, porque nem todos tem acesso as redes sociais, principalmente as pessoas idosas.

* A empresa Expresso Planalto, responsável pelo transporte público em Pouso Alegre, ameaça paralisar a prestação do serviço durante a pandemia, alegando acúmulo de prejuízos. Segundo a empresa, os prejuízos ocorrem em virtude da queda número de passageiros e do recorrente aumento dos custos operacionais. De acordo com nota da concessionária, após o início da pandemia “a empresa teve uma redução de 50% no número de passageiros que utilizam o serviço. Além disso, o índice de passageiros por quilometro foi reduzido em 35% tornando-se muito baixo em função principalmente das linhas de baixa demanda e das linhas rurais”, explica a nota.

* A prefeita de São João da Boa Vista, Maria Teresinha de Jesus Pedroza (DEM), anunciou que a cidade terá medidas de restrição mais duras já a partir de segunda-feira (31). O anúncio foi feito ao vivo durante o programa Manhã Notícia, matinal da Rádio Piratininga 970 AM, nesta quinta-feira, Os motivos, segundo a prefeita, são o aumento exponencial de transmissão da Covid-19 e a iminência de colapso na Santa Casa Dona Carolina Malheiros.

* O relator da CEI, DineyLenon afirmou que depois de ouvir a secretária ficou claro que existe um tratamento muito desigual na gestão do município. “O secretário decide se vai tirar férias ou não. O servidor público comum, não tem escolha, tem que tirar férias. Para o servidor comum há um memorando, um documento oficial, a assinatura de uma autoridade que determina que ele tem que tirar férias. Secretário, não.

* Para vereadores que integram a Comissão Parlamentar de Inquérito e também para outros que assistiram ao depoimento, a Secretária de Administração se complicou nas suas declarações e deu ainda mais motivos para que o Poder Legislativo vá fundo na apuração de férias pagas aos agentes políticos. Muitas respostas dadas pela secretária não convenceram, pelo contrário, confirmaram as ilegalidades.

* O deputado Diego Andrade (PSD-MG), apresentou na Câmara dos Deputados proposta, assinada por outros parlamentares, para a retirada dos presos do grupo prioritário para a vacinação contra a Covid-19. Segundo Diego, a matéria deve tramitar em regime de urgência para ser colocada em prática o mais rápido possível. O deputado citou na sua explicação a necessidade de vacinar os professores da rede pública e outras classes antes dos presos.