* E não para por aí, existe também apoio do governo estadual na busca de novos investimentos e até mesmo a promessa de que uma ou duas indústrias de grande porte venham a se instalar no município até novembro de 2022, quando a cidade estará festejando o seu 150º aniversário de fundação, um claro sinal de que existe sim, a intenção do governo do Estado em prestigiar Poços.

* E por falar no governador, ele deve enviar na próxima semana à Assembleia Legislativa um projeto de lei para regionalizar os serviços de saneamento básico no estado. A proposta do governo é dividir os 853 municípios mineiros em 22 blocos regionais, que depois serão licitados, com várias empresas podendo concorrer para a prestação do serviço. A Copasa, estatal que atende grande parte do estado, será apenas mais uma na disputa, claro que pelo fato de Poços de Caldas possuir um departamento de água e esgoto autônomo e municipal estará fora desta divisão. No entanto, se o governo quiser dar alguma ajuda financeira, o DMAE que anda com o caixa baixo para investimentos ficará satisfeito.

* Carro-chefe no agronegócio em Minas, o café é celebra hoje dia 24, o Dia Nacional do Café. Em 2020, a produção bateu o recorde de 34,6 milhões de sacas de 60 quilos, o que correspondeu a 55% do volume total do grão produzido no País. A produção surpreendeu no estado em que a cultura está presente em mais de 500 dos 853 municípios mineiros, e é principal fonte de renda, além de movimentar o comércio, a indústria e serviços. Para a safra 2021/22, as projeções são de uma redução de 19% na produção, em comparação ao último ano.

* Fosse esta, uma coluna social e diríamos que o secretário de saúde e ex-deputado Carlos Mosconi estará apagando velinhas no dia de hoje. A comemoração na certa não será como nos anos anteriores, quando a residência do secretário ficava cheia de convidados para participar da festança que por conta da pandemia este ano deve ficar restrita aos familiares.

* A Secretaria de Estado da Saúde disponibilizou sexta-feira mais um lote de medicamentos do kit intubação para 127 hospitais de 97 cidades mineiras, entre eles para a Santa Casa de Poços de Caldas. “É importante ressaltar que os estoques são muito dinâmicos, e a rede assistencial do estado tem conseguido atender a demanda. Apesar de estoques restritos em muitas unidades, não há colapso instalado registrado em nenhuma”, garantiu o diretor de Medicamentos Básicos da SES-MG, Jans Bastos Izidoro.

* A se concretizar as informações que chegaram até o blog, a Circullare receberá mesmo um subsídio durante os próximos meses, a CND do município será recuperada e as famílias carentes irão receber um auxilio emergencial no valor de R$ 300 reais. Tudo será colocado na conta do DME, ou seja, haverá apenas transferência de custos que serão bancados pelos consumidores de energia.

Esta é a manchete da edição de hoje do jornal O Tempo, retratando a situação do transporte coletivo na capital mineira, onde 8 em cada 10 usuários reclamam da falta de manutenção nos coletivos, atrasos, lotação e outros problemas. Felizmente, por aqui a situação é diferente, usuários do transporte público, segundo pesquisas realizadas, estão satisfeitos com o serviço e não poupam elogios a concessionária.