* Navarro voltou para a prefeitura como sucessor de Paulo Tadeu que perdeu a reeleição. Como vice Navarro escolheu o vereador Paulinho Courominase depois o elegeu como sucessor. Na metade do mandato, Paulinho se voltou contra Navarro e com isso acabou entregando a prefeitura para desconhecido Eloisio Lourenço.

* Luiz Antonio criou e foi um dos principais apoiadores de Sérgio Azevedo para chegar ao comando da prefeitura. Faltando um ano para o término do mandato, os dois se desentenderam, Luiz Antonio foi para outro lado enquanto Sérgio se tornou o primeiro prefeito eleito na história de Poços.

* Na maioria das vezes, as desavenças entre criador e criatura se deu porque o criador se sentia no direito de dar palpite e até mesmo mandar governo da criatura.

* O Ministro Rogério Marinho, do Desenvolvimento Regional, que esteve ontem em Poços de Caldas para a entrega do conjunto Sonho Dourado, priorizou, em 2020, a destinação de verbas ao Rio Grande do Norte, base política do ministro. No ano em que ele assumiu o cargo, o governo federal assinou contratos para enviar um total de R$ 1,2 bilhão ao Estado, que passou a ser o primeiro no ranking da pasta. O confirmou também ontem, que irá comparecer à Comissão de Trabalho, Administração e Serviços Públicos da Câmara para explicar sobre o “orçamento secreto”.

* Comparada com legislaturas anteriores, a atuação dos atuais vereadores é bem maior e com menos de cinco meses, já reflete na opinião dos eleitores que acompanham o dia-a-dia dos 15 parlamentares, quer seja pelos veículos tradicionais de comunicação ou por meio de sites e redes sociais, coisa que quase não acontecia em legislaturas passadas. Falta agora apenas o final da pandemia para que a mesa diretora possa retornar com as reuniões presenciais nos bairros, como é a intenção do presidente Marcelo Heitor.

* “Neste segundo mandato queremos chegar a 1000 unidades habitacionais e vamos buscar estas mais trezentas e poucas unidades para que a gente termine com 1000 pessoas atendidas.É um número significativo, mas ainda é pouco, porque a demanda é muito grande” afirmou o prefeito Sérgio Azevedo.

* “Enfim estamos inaugurando o Sonho Dourado I, algo tão esperado por 300 famílias que estavam aguardando vir para seus apartamentos. É um sentimento de missão cumprida, por hora, de podermos colaborar neste déficit que ainda existe no município”, afirmou, ontem, o secretário de Promoção Social, Carlos Almeida, lembrando que há mais de 10 anos o município não entregava uma unidade habitacional.

* A Circullare, empresa concessionária responsável pelo transporte coletivo, informou durante os últimos meses que por conta da pandemia e da baixa tarifa, acumulou prejuízo de R$ 15 milhões, uma média de R$ 750 mil mensais. Com a redução da passagem, de R$ 4,25 para R$ 4,00 o prejuízo mensal soma R$ 1,100.000,00. Como o contrato será de seis meses, o prejuízo sofrerá um acréscimo de R$ 6.600.000,00.

*O governador Romeu Zema (Novo) sancionou na noite desta sexta-feira o projeto Recomeça Minas, que inclui o pagamento de um auxílio emergencial, em parcela única, no valor de R$ 600 para as famílias em situação de extrema pobreza em Minas Gerais. A sanção do Recomeça Minas será publicada na edição do Minas Gerais deste sábado. Segundo a assessoria de imprensa do governo, não houve vetos.

* Em uma única semana, a Região Sul de Minas registrou 10 mil casos de COVID-19. Essa é a primeira vez, desde o começo da pandemia no Brasil, em março de 2020, que o número é atingido. As taxas foram divulgadas no boletim epidemiológico desta sexta-feira (21), pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG).