* Afetado pelo isolamento social, o turismo brasileiro já acumula prejuízo de R$ 341,1 bilhão na pandemia. A estimativa é da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo, que considera o período de março de 2020 a abril de 2021, a partir de dados do IBGE.

* Ao que parece, os vereadores da comissão que investiga possíveis irregularidades nos pagamentos de férias aos agentes políticos estão buscando pelo em ovo, talvez para prolongar e justificar a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), querem que o executivo entregue toda documentação referente a esse tipo de pagamento antes mesmo de 2005, quando não eram feitos pagamentos de férias para os agentes politicos. Já foram informados pelo executivo, mas insistem na entrega da documentação anterior e ainda pleiteiam da mesa diretora a contratação de uma empresa especializada em assuntos contábeis para fazer uma auditoria na documentação, provocando com isso mais gastos para o poder legislativo.

* O senador Antônio Anastasia não está muito confortável com a missão que o PSD, seu partido (quem manda lá é Gilberto Kassab) tenta lhe impor em 2022: ser o articulador da campanha do prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil ao governo de Minas Gerais.

* A Câmara Municipal promove nesta segunda-feira, de 15h às 17h, no plenário, workshop sobre lei orçamentária – ‘Entendendo o orçamento público’, voltado aos vereadores e funcionários da Casa, com Eugênio Carlos Adami Monteiro e Vinicius Ferreira Gadbem. Este último foi candidato a vice-prefeito pelo PDT nas eleições passadas, na chapa de Eduardo Junqueira Dias.

* A assessoria do deputado Mauro Tramonte está alertando, por meio das rede sociais, que estão usando o nome do parlamentar para aplicação de golpe de clonagem de WhatsApp. “Informamos que o deputado não está promovendo nenhum sorteio ou evento. Caso seja solicitado código para confirmação, não envie”, alertaram.

O furto de fiação de cobre continua. Desta vez o prédio atingindo foi o da igreja do bairro Maria Imaculada, que faz parte da Paróquia de Santo Expedito.  O furto do cabeamento e do relógio ocorreu no padrão de energia elétrica que fica do lado externo da igreja, conforme informou o responsável Thiago Alessandro Ferreira que disse que por volta de 06h30 de sábado um morador do bairro foi até sua casa e lhe informou do ocorrido.