1×0

Na mesma reunião foi registrado o primeiro ponto de divergência entre o novo líder do governo, Antonio Carlos Pereira, e o oposicionista Paulo Tadeu. O motivo foram duas moções apresentadas por eles para apreciação do plenário e endereçadas ao Ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodriguéz.

Uma delas, de autoria o vereador Paulo Tadeu tinha como motivo manifestar repúdio diante das declarações do ministro consideradas ofensivas ao povo brasileiro. Já outra, de autoria do líder do governo, era de apelo ao ministro no sentido da liberação de recursos para a construção de novas creches no município.

Diante da ponderação do líder do governo que o envio das duas declarações poderia causar constrangimento e embaraço a solicitação do recurso, o vereador oposicionista entendeu a situação e decidiu pela retirada da proposta.

As primeiras ações do vereador do DEM na liderança da bancada demonstra o acerto do governo. O vereador oposicionista já não fala mais em procurar o Ministério Público para denunciar irregularidades nos pagamentos sem dotação orçamentária, feitos no final do ano passado pelo executivo e também está mudando de ideia quanto a aprovação do projeto de privatização dos pontos turísticos em bloco.

Fechar Menu