* “A gente tem que ser justo não é porque somos oposição que estaremos prontos a atacar e eu vejo uma administração desesperada. Faltam médicos, falta medicação, faltam insumos, falta profissional, o pessoal que está fazendo vacinação não está dando conta. Eu acredito que o que o município poderia fazer ele fez no aspecto de contratar estes serviços. Eu acho que hoje está difícil para nós até abrir novos leitos e contar com uma equipe, porque criar um leito de UTI não é só o equipamento, é uma equipe complexa e isto é uma demanda de todos os municípios”. Quem disse isso? O vereador Diney Lennon, do Partido dos Trabalhadores.

* O deputado estadual Mauro Tramonte anunciou em sua página no Facebook que votou favorável à proposta para que o governo de Minas abra cadastro para contratar temporariamente profissionais de saúde voluntários; estudantes da área como estagiários e trabalhadores de saúde aposentados para atuarem na linha de frente de combate a Covid. O parlamentar informou ainda que solicitou ao Detran-MG que os prazos para renovação das carteiras de habilitação e processos administrativos sejam prorrogados, considerando as restrições que vivemos neste momento de pandemia.

* A onda roxa teveinício no dia 17/3/2021.Segundo dados do boletim dia 19/3/2021 a situação era esta: ocupação de UTI 63 pacientes 86% e 280 pacientes em isolamento domiciliar, total de óbitos 174 e contaminados 5.423. Boletim do dia 15/4/2021 temos 71 pacientes na UTI, representando 97% de ocupação com 871 pacientes em isolamento domiciliar, um total de óbitos total de 359 óbitos 7.192 contaminados. No período de 26 dias tivemos 1.769 novos casos positivos do coronavirus.

* Números do boletim epidemiológico desta sexta-feira: mais 6 óbitos de moradores de Poços, totalizando 221 mortes pelo coronavírus; 115 novos casos de pessoas que testaram positivo para o Covid-19, 7.247 casos com 907 contaminados em isolamento domiciliar. E neste sábado Poços sai da onda roxa para entrar na onda vermelha, com menos restrições, permitindo a volta de uma série de atividades.

* Um dos autores do polêmico projeto que inclui a educação como serviço essencial, Ricardo Sabino (PSDB), que já tinha sido alvo de críticas por parte dos professores quando insinuou que eles não trabalham porque estão em casa, voltou a ser alvo de novas críticas ontem pela proposta de enquadrar a educação como serviço essencial e pedir a volta das aulas presenciais, mesmo sem a vacina. Mais uma e já poderá pedir música no fantástico.

* Prefeitos dos municípios mineiros com mais de 100 mil habitantes estão pedindo ajuda aos deputados estaduais A principal reivindicação é que o governo Zema pague pelo menos metade da dívida com os municípios na área da saúde. O débito total chegaria a mais de R$ 3 bilhões.Os prefeitos do movimento também cobram do Estado ações mais efetivas para garantir o kit intubação e outros insumos hospitalares. Há ainda queixas em relação à falta de diálogo do governo estadual com as prefeituras, ponto em que Sucupira pediu intermediação dos parlamentares.

* Por aqui, como o prefeito Sérgio não quer papo com o deputado poços-caldense Mauro Tramonte, o jeito será pedir ajuda novamente para o deputado Carlos Pimenta (PDT), amigo do secretário de saúde Carlos Mosconi, assim como fez no caso da falta de medicamentos para intubação de pacientes com o Covid-19. Só para lembrar, Pimenta foi eleito com a sobra dos 500 mil votos que elegeu Tramonte.

 

O Blog do Polli é publicado também nos jornais Folha Popular, Jornal da Cidade e Tribuna da Zona Leste.