Portal de Notícias e Web Rádio 

* Muita gente anda curiosa por saber quanto custou para a Prefeitura colocar seu logotipo nos ônibus da Floramar, a nova concessionária do transporte coletivo. Ou será que foi apenas um agrado da empresa para com os gestores municipais? De qualquer forma, fica a impressão de que o transporte público em Poços agora está sendo feito pela própria Prefeitura e não por uma concessionária do serviço.

* Até o final do mês, o PSDB local deve agendar uma reunião oficial do seu diretório tendo como pauta principal a escolha do seu novo presidente, uma vez que Celso Donato deixou o cargo para se filiar ao PSD, legenda pela qual pretende disputar vaga na Câmara Federal.

* Para evitar disputa interna e provocar um racha, o ex-deputado e atual secretário de saúde, Carlos Mosconi deve ser o nome indicado para assumir a direção da legenda. Como é respeitado pelos cabeças brancas e pelos filiados mais novos, Mosconi com certeza vai inibir o lançamento de qualquer outro nome para a disputa, devendo ser candidato único.

* Outra decisão salomônica será a liberação dos filiados e dos integrantes do diretório para apoiar candidatos a deputado federal, porém, com uma recomendação, mesmo em outra legenda, o prefeito e o secretário de saúde irão recomendar o voto dos tucanos no ex-companheiro de partido, Celso Donato. Para estadual, o vereador Flavinho será o candidato do partido.

* Nas conversas em off, as críticas ao responsável pela administração do aeroporto, Felipe Fiamenghi, são unânimes. O local está abandonado desde que ele assumiu o posto em lugar do experiente piloto, o Comandante Lara. O mato está crescido, o balizamento noturno não funciona e a pista virou passagem de moradores do bairro em direção ao parque ecológico. Para piorar, a administração está sendo acusada de não responder correspondência da ANAC, o que resultou no aviso de interdição do aeroporto a partir do dia 27 de julho. Segundo consta, o administrador entende mesmo é de tiro (é instrutor) e de redes sociais, onde mantém com milhares de seguidores

* Enquanto o projeto que legaliza os jogos de azar aguarda votação no Senado Federal, uma pesquisa realizada pelo instituto da Casa (DataSenado) revela que 58% dos internautas são favoráveis à liberação de cassinos, bingos, jogo do bicho e apostas esportivas. Na avaliação dos cidadãos que participaram da enquete, a exploração de jogos teria efeito positivo na arrecadação de impostos no Brasil. A grande maioria (61%) acredita que aumentaria a receita tributária brasileira.