* Romeu Zema esticou a onda roxa no Estado até o próximo dia 11. Resta saber se o prefeito vai manter também o decreto da lei seca até lá, assim como as barreiras impedindo a entrada de turistas. Tudo indica que sim, para desespero dos comerciantes e aqueles que vivem do turismo.

* Em entrevista coletiva no início da tarde desta quarta-feira, o secretário de Estado da Saúde, Fábio Baccheretti, demonstrou apreensão com a possibilidade de aglomerações durante o feriado da Semana Santa. “Entendemos o que cada um vive, mas entendemos, também, que não há tempo de arrependimento. Fique em casa, não aglomere, não receba amigos em casa. Não é época para isso. É o pior momento da pandemia”, clamou o chefe da pasta.

* Pelos muitos comentários criticando a medida, o momento escolhido pela Secretaria de Desenvolvimento e Trabalho (Sedet) para lançamentodo programa Poços Juro Zero não foi dos mais felizes. O que a maioria das pessoas deseja no momento é voltar a trabalhar e não pegar empréstimo para se afundar ainda mais em dívidas, mesmo que sem juros. Afinal de contas, terão que devolver o dinheiro emprestado.

* O governo municipal faria melhor para ajudar os pequenos e médios comerciantes, se aceitasse a sugestão feita pela Associação de Bares e Restaurantes, que seria a eliminação da cobrança das contas de água, luz, e porque não, também o IPTU. Emprestar dinheiro neste momento não é a solução. Valendo lembrar que o projeto de lei que cria o Poços Juro Zero ainda está em tramitação na Câmara onde será submetido não só aos vereadores, mas também ao jurídico para analisar a parte legal da proposta.

 

* Tem muita gente querendo saber do vereador Kleber Silva (Novo), onde será o próximo “concerto” para também poder assistir.

* O vereador Diney Lennon (PT), faltou com a gentileza e até mesmo com a tradição durante os debates em plenário na sessão de terça-feira, ao negar aparte solicitado pela vereadora Regina Cioffi durante discussão de um requerimento. A vereadora solicitou um aparte e o vereador negou, dizendo que ela poderia falar depois, porque senão “iria interromper o seu raciocínio”. E justificou a negativa, “é só eu terminar, eu passo para a senhora, assim que eu terminar, senão eu não consigo concluir o raciocínio. Senão eu perco, depois a senhora pode falar”. Uma prática incomum na Casa de Leis, já que o aparte foi solicitado exatamente para abordar o que ele estava dizendo naquele momento. O petista ainda tem muito que aprender na sua função de vereador.

Dos leitores

Gostaria de manifestar minha profunda indignação com a decisão de alguma mente brilhante da prefeitura municipal de juntar os idosos de 67 com os de 68 anos, no mesmo dia 31/03, para a vacinação contra a covid19, no dia de hoje, 31.03.2021.

O resultado dessa decisão idiota foram filas imensas, desde as 8 horas da manhã,.persistindo ao longo do dia, quando foi informado o término das doses disponíveis.

A fila do drive thru se manteve, praticamente o tempo todo, do Colégio Municipal até a Urca, com mais de 150 carros, o que certamente representava uma espera de duas a três horas.

Na Policlínica Central, onde ontem, 30/03, formaram-se grandes filas, com mais de 200 pessoas, a situação foi ainda pior, com a formação de grandes aglomerações e consequentes riscos de contagio.

Desconfio que esta brilhante decisão foi tomada para que o ponto facultativo de amanhã, 01/04, não fosse ameaçado e poder antecipar o feriadão prolongado.

E os velhos que fiquem debaixo do sol e da chuva, que às 14:30 horas começou a cair…

No final, muita gente, tanto de 67 como de 68 anos, desistiu da vacina ou ficou esperando à toa.

Vergonha, Prefeitura! Vergonha, Secretaria da Saúde! Vergonha, Prefeito!

Amadorismo inconsequente que prejudica e desrespeita a população idosa.

Att, Bruno Toso – Engenheiro aposentado, 69 anos

 

RODAPÉ

O Blog do Polli voltará a ser atualizado na próxima segunda-feira, dia 5 de Abril.

À todos um bom feriado, Feliz Páscoa e fiquem em casa!