Inadimplência nas contas de água e luz

A vereadora Regina Cioffi teve aprovado requerimento de sua autoria, contendo pedido de informações ao executivo sobre a inadimplência nas contas de luz e água nesse período de pandemia. “Com a pandemia consumidores deixaram de pagar água por não ter condições financeiras. Entre escolher em pagar uma água ou luz e colocar comida na mesa, a pessoa faz a segunda opção. E justa a possibilidade de se elaborar um plano para colaborar com essas pessoas inadimplentes perante o DME e DMAE. A sugestão da vereadora é que os devedores, dependendo da situação econômica, possam parcelar estes débitos para que tenham maior tranqüilidade.

O vereador pastor Roberto dos Santos defendeu maior flexibilização para que as dívidas sejam parceladas em valores que o inadimplente consiga pagar. Já o vereador DineyLenon lembrou que a resolução da Aneel, que proíbe o corte de luz, e atende a princípio 12 milhões de famílias, data de 26 de março e tem vigência até o final de junho. Depois desta data a situação volta a estaca zero e o DME terá que notificar novamente o consumidor dentro do prazo de 15 dias antes de efetuar o corte.

O vereador garantiu que continuam os cortes de energia e que quando vão reivindicar o cumprimento da medida da Aneel a resposta é que a dívida é anterior a resolução.

Pandemia na visão do secretário

Em artigo sobre a pandemia, publicado no Jornal da Cidade, o secretário municipal de saúde, Carlos Mosconi, afirma que depois de um ano as incertezas continuam e que o quadro é desalentador com mais de 400 mil mortos e 15 milhões de brasileiros contaminados.

Para ele, as vacinas são portos seguros, mas chegam a velocidade reduzida e que em países com índices elevados de vacinação os resultados têm se mostrado positivos, inclusive com a liberação de medidas restritivas, como é o caso de Israel, Inglaterra e agora os EUA. O secretário avalia que a produção e aquisição de vacinas seguiu rumo desordenado em todo o mundo, faltando, em alguns países, agilidade e mesmo interesse em aquisição rápida e que só agora a OMS manifesta objetividade participando na liberação das vacinas através de consórcio.

Defendeu que a OMS deveria ter atuado na quebra de patentes de países produtores de vacina, facilitando assim a produção com custos mais baixos. Mosconi ainda cita a “politização miúda” da vacinação, com o governo federal se desentendendo com estados e municípios, e “as empresas privadas querendo furar a fila com a compra e distribuição indevida de vacinas, alguns governadores e prefeitos fazendo oposição ao SUS, desrespeitando suas regras e inclusive desmerecendo a ANVISA”.

De positivo Mosconi destacou a filosofia do SUS, a competência técnica inquestionável da Anvisa e a dedicação dos profissionais de saúde.

Vacinação de gestante

Ontem o secretário de Comunicação, Paulo Ney, confirmou que, seguindo determinação da Anvisa, está suspensa a aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca para as gestantes e puérperas e que a Prefeitura já comunicou e publicou mais detalhes no site. Disse que haverá uma comunicação futura de como será o procedimento para a segunda dose e que o município só está aguardando as orientações da Anvisa. Paulo Ney garantiu que em Poços não foi registrado nenhum problema de gestante que tomou a primeira dose e que a medida é só a título de precaução.

O que disse o secretário

“As grávidas com comorbidades não estão sendo mais vacinadas. Poucas foram vacinadas até terça-feira e estamos aguardando uma posição da Anvisa, uma explicação para o fato. Espero que o mais rápido possível, se possível a vacinação possa ter continuidade. Não tivemos no Brasil nenhum efeito adverso com grávidas, com coisas mais fortes, mais graves para justificar uma determinação como essa. Disse o secretário de saúde Carlos Mosconi, tranquilizando as grávidas que tomaram vacina. “Se elas tiverem algum efeito colateral que procurem o centro de vacinação para uma orientação. Mas até agora não aconteceu nada e espero que não aconteça”, afirmou Mosconi.

Curtas

Ontem, feriado em homenagem a São Benedito, o prefeito Sérgio Azevedo participou da missa em celebração ao santo, que desta vez foi celebrada na igreja Nossa Senhora Aparecida com a presença reduzida de fiéis e de representantes de ternos de congos e caiapós.  Por razão da pandemia foi trocada a procissão por carreata, que percorreu várias ruas da cidade levando o santo. Após, os fiéis seguiram para a igreja de São Benedito onde ocorreu a cerimônia de retirada dos mastros e no período da tarde ainda foi celebrada mais duas missas.

Na última sessão da Câmara a vereadora Regina Cioffi teve aprovado requerimento de sua autoria em que pede informações sobre a real situação das ETEs.  Segundo ela, esta é uma situação que precisa ser esclarecida e não é problema se tiver que corrigir alguma falha, principalmente na ETE do Jardim Kennedy

A vereadora, em companhia de outros vereadores, esteve vistoriando a Represa Bortolan onde constataram que vem sendo despejado material orgânico in natura na represa. “É muito importante que esta situação seja resolvida, primeiro pelos aguapés e a falta de oxigênio na água que vai resultar na mortandade de peixes e segundo é inadmissível material orgânico sendo despejado na represa e no Rio das Antas”, denunciou a vereadora.

Os vereadores Tiago Braz, Douglas Dofu e Lucas Arruda querem informações sobre as Unidades Básicas de Saúde e o Programa Saúde Mais Hora. Tiago informou que ele e os outros dois vereadores tiveram recentemente na UBS do São Sebastião e constataram algumas necessidades, que estão sendo questionadas no requerimento.

O deputado estadual Mauro Tramonte teve aprovado, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, pedido de informação sobre o número de doses de vacina contra covid disponibilizadas para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros; data das fases de vacinação, previsão de vacinação para o contingente da capital e interior e sehá estratégia de priorização de unidades ou companhias com maior risco de contaminação.

* O comando da Policia Militar em Poços precisa apurar e punir com rigor os policiais militares que aparecem em um vídeo que circula nas redes sociais, agredindo um jovem considerado suspeito. A vítima, que pilotava uma moto não esboçou qualquer reação, sendo imobilizada e jogada ao chão quando foi covardemente agredido por dois policias e depois um terceiro o levanta aplicando uma gravata, sem nenhuma necessidade. As cenas foram gravadas na rua Monteiro Lobato, bairro Nova Aparecida, ontem e depõem contra a imagem da PM mineira.

* O movimento do empresário Rubens Menin. Dono da construtora MRV, hoje uma das maiores do país, na área de comunicação e esporte está deixando a classe politica em Minas bastante curiosa. Menin é o dono da emissora CNN de televisão, o principal patrocinador do Atlético Mineiro e acaba de adquirir a Rádio Itatiaia, uma das maiores emissoras do estado. Nos bastidores há quem diga que a disputa entre Zema e Kalil, em 2022 para o governo mineiro pode ganhar uma terceira via.

*Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira, no site da “Folha de S.Paulo”, aponta que 51% dos entrevistados avaliam como ruim ou péssimo o desempenho do presidente Jair Bolsonaro na gestão da crise provocada pelo novo coronavírus. Na pesquisa anterior, realizada em janeiro, esse índice era de 54%. Segundo o levantamento, 21% consideram ótima ou boa a performance de Bolsonaro na condução do enfrentamento à pandemia. O índice anterior era de 22%.

Inadimplência nas contas de água e luz

A vereadora Regina Cioffi teve aprovado requerimento de sua autoria, contendo pedido de informações ao executivo sobre a inadimplência nas contas de luz e água nesse período de pandemia. “Com a pandemia consumidores deixaram de pagar água por não ter condições financeiras. Entre escolher em pagar uma água ou luz e colocar comida na mesa, a pessoa faz a segunda opção. E justa a possibilidade de se elaborar um plano para colaborar com essas pessoas inadimplentes perante o DME e DMAE. A sugestão da vereadora é que os devedores, dependendo da situação econômica, possam parcelar estes débitos para que tenham maior tranqüilidade.

O vereador pastor Roberto dos Santos defendeu maior flexibilização para que as dívidas sejam parceladas em valores que o inadimplente consiga pagar. Já o vereador DineyLenon lembrou que a resolução da Aneel, que proíbe o corte de luz, e atende a princípio 12 milhões de famílias, data de 26 de março e tem vigência até o final de junho. Depois desta data a situação volta a estaca zero e o DME terá que notificar novamente o consumidor dentro do prazo de 15 dias antes de efetuar o corte.

O vereador garantiu que continuam os cortes de energia e que quando vão reivindicar o cumprimento da medida da Aneel a resposta é que a dívida é anterior a resolução.

Pandemia na visão do secretário

Em artigo sobre a pandemia, publicado no Jornal da Cidade, o secretário municipal de saúde, Carlos Mosconi, afirma que depois de um ano as incertezas continuam e que o quadro é desalentador com mais de 400 mil mortos e 15 milhões de brasileiros contaminados.

Para ele, as vacinas são portos seguros, mas chegam a velocidade reduzida e que em países com índices elevados de vacinação os resultados têm se mostrado positivos, inclusive com a liberação de medidas restritivas, como é o caso de Israel, Inglaterra e agora os EUA. O secretário avalia que a produção e aquisição de vacinas seguiu rumo desordenado em todo o mundo, faltando, em alguns países, agilidade e mesmo interesse em aquisição rápida e que só agora a OMS manifesta objetividade participando na liberação das vacinas através de consórcio.

Defendeu que a OMS deveria ter atuado na quebra de patentes de países produtores de vacina, facilitando assim a produção com custos mais baixos. Mosconi ainda cita a “politização miúda” da vacinação, com o governo federal se desentendendo com estados e municípios, e “as empresas privadas querendo furar a fila com a compra e distribuição indevida de vacinas, alguns governadores e prefeitos fazendo oposição ao SUS, desrespeitando suas regras e inclusive desmerecendo a ANVISA”.

De positivo Mosconi destacou a filosofia do SUS, a competência técnica inquestionável da Anvisa e a dedicação dos profissionais de saúde.

Vacinação de gestante

Ontem o secretário de Comunicação, Paulo Ney, confirmou que, seguindo determinação da Anvisa, está suspensa a aplicação da segunda dose da vacina AstraZeneca para as gestantes e puérperas e que a Prefeitura já comunicou e publicou mais detalhes no site. Disse que haverá uma comunicação futura de como será o procedimento para a segunda dose e que o município só está aguardando as orientações da Anvisa. Paulo Ney garantiu que em Poços não foi registrado nenhum problema de gestante que tomou a primeira dose e que a medida é só a título de precaução.

O que disse o secretário

“As grávidas com comorbidades não estão sendo mais vacinadas. Poucas foram vacinadas até terça-feira e estamos aguardando uma posição da Anvisa, uma explicação para o fato. Espero que o mais rápido possível, se possível a vacinação possa ter continuidade. Não tivemos no Brasil nenhum efeito adverso com grávidas, com coisas mais fortes, mais graves para justificar uma determinação como essa. Disse o secretário de saúde Carlos Mosconi, tranquilizando as grávidas que tomaram vacina. “Se elas tiverem algum efeito colateral que procurem o centro de vacinação para uma orientação. Mas até agora não aconteceu nada e espero que não aconteça”, afirmou Mosconi.

Curtas

Ontem, feriado em homenagem a São Benedito, o prefeito Sérgio Azevedo participou da missa em celebração ao santo, que desta vez foi celebrada na igreja Nossa Senhora Aparecida com a presença reduzida de fiéis e de representantes de ternos de congos e caiapós.  Por razão da pandemia foi trocada a procissão por carreata, que percorreu várias ruas da cidade levando o santo. Após, os fiéis seguiram para a igreja de São Benedito onde ocorreu a cerimônia de retirada dos mastros e no período da tarde ainda foi celebrada mais duas missas.

Na última sessão da Câmara a vereadora Regina Cioffi teve aprovado requerimento de sua autoria em que pede informações sobre a real situação das ETEs.  Segundo ela, esta é uma situação que precisa ser esclarecida e não é problema se tiver que corrigir alguma falha, principalmente na ETE do Jardim Kennedy

A vereadora, em companhia de outros vereadores, esteve vistoriando a Represa Bortolan onde constataram que vem sendo despejado material orgânico in natura na represa. “É muito importante que esta situação seja resolvida, primeiro pelos aguapés e a falta de oxigênio na água que vai resultar na mortandade de peixes e segundo é inadmissível material orgânico sendo despejado na represa e no Rio das Antas”, denunciou a vereadora.

Os vereadores Tiago Braz, Douglas Dofu e Lucas Arruda querem informações sobre as Unidades Básicas de Saúde e o Programa Saúde Mais Hora. Tiago informou que ele e os outros dois vereadores tiveram recentemente na UBS do São Sebastião e constataram algumas necessidades, que estão sendo questionadas no requerimento.

O deputado estadual Mauro Tramonte teve aprovado, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, pedido de informação sobre o número de doses de vacina contra covid disponibilizadas para a Polícia Militar e Corpo de Bombeiros; data das fases de vacinação, previsão de vacinação para o contingente da capital e interior e sehá estratégia de priorização de unidades ou companhias com maior risco de contaminação.

* O comando da Policia Militar em Poços precisa apurar e punir com rigor os policiais militares que aparecem em um vídeo que circula nas redes sociais, agredindo um jovem considerado suspeito. A vítima, que pilotava uma moto não esboçou qualquer reação, sendo imobilizada e jogada ao chão quando foi covardemente agredido por dois policias e depois um terceiro o levanta aplicando uma gravata, sem nenhuma necessidade. As cenas foram gravadas na rua Monteiro Lobato, bairro Nova Aparecida, ontem e depõem contra a imagem da PM mineira.

* O movimento do empresário Rubens Menin. Dono da construtora MRV, hoje uma das maiores do país, na área de comunicação e esporte está deixando a classe politica em Minas bastante curiosa. Menin é o dono da emissora CNN de televisão, o principal patrocinador do Atlético Mineiro e acaba de adquirir a Rádio Itatiaia, uma das maiores emissoras do estado. Nos bastidores há quem diga que a disputa entre Zema e Kalil, em 2022 para o governo mineiro pode ganhar uma terceira via.

*Pesquisa do Instituto Datafolha divulgada nesta quinta-feira, no site da “Folha de S.Paulo”, aponta que 51% dos entrevistados avaliam como ruim ou péssimo o desempenho do presidente Jair Bolsonaro na gestão da crise provocada pelo novo coronavírus. Na pesquisa anterior, realizada em janeiro, esse índice era de 54%. Segundo o levantamento, 21% consideram ótima ou boa a performance de Bolsonaro na condução do enfrentamento à pandemia. O índice anterior era de 22%.