Prefeito lamenta medidas restritivas

O prefeito Sérgio Azevedo postou em sua página nas redes sociais a informação sobre as novas medidas restritivas adotadas ontem e que passam a valer a partir da próxima segunda-feira. Disse ele “pensamos sim, no lado econômico, nos negócios que passam por dificuldades financeiras, nas pessoas que estão sem emprego, mas em primeiro lugar está a vida das pessoas, pois vidas não têm preço”. Disse ainda que são medidas que não gostaria de tomar, mas que devido ao avanço da pandemia, precisam são necessárias.

“Esperamos contar com o apoio, a compreensão e, sobretudo, com a empatia de todos, pois muitos só enxergam o verdadeiro perigo quando perdem pessoas próximas e familiares. Precisamos muito da cooperação de todos para que não tenhamos que tomar medidas ainda mais severas”, alertou, que está sendo ampliada a capacidade de atendimento para os pacientes e sendo aguardada a chegada de mais vacinas, para uma maior segurança.

Turismo e supermercados

O prefeito afirmou no programa Boca Boa que as pessoas falam muito sobre o turismo, que não foi proibido oficialmente, mas que na visão dele está proibido porque estará tudo fechado no sábado e domingo. “O turista vem e vai aonde? Não vai ter lugar nenhum para ir, vai estar tudo fechado, só se for para ficar no hotel”, lembrou. Segundo o prefeito, o que se procurou foi mexer o mínimo possível com a vida das pessoas. “De segunda a sexta funciona praticamente normal, com algumas restrições de horário, e no final de semana teremos restrição mais radical, inclusive para supermercado, onde a aglomeração é maior. O essencial, vai estar sempre aberto, mas é o que mais aglomera, então vamos mexer inclusive com supermercados”, explicou.

Medicamentos e leitos

Questionado sobre a possível falta de medicamentos para intubação, Sérgio respondeu que neste momento não existe falta, mas que já tivemos este problema meses atrás. “Isto não foi totalmente solucionado, mas parcialmente e agora temos uma folga, segundo o Mosconi informou chegaram medicamentos e o governo do Estado tem colaborado”, disse o prefeito.

Segundo ele, serão abertos 20 novos leitos para covid na zona leste e 2 de transição, que não serão de UTI, para casos mais graves que possam aguardar vagas em UTIs. “Os prefeitos da região não possuem condições de abrir leitos de UTI nas cidades menores. Eles têm leitos clínicos, conseguem segurar os pacientes por lá em atendimento emergencial, mas quando o quadro piora precisam da referência, que são os hospitais de Poços e estamos preparados para atender a microrregião. Fizemos todo um dimensionamento para isso, porém a situação da pandemia se abravou além do esperado”, lamentou.

Setor castigado

Na página da Master Web Rádio o empresário Ricardo Mucciaroni postou comentário afirmando que mais uma vez o setor de bares e restaurantes está sendo castigado com as medidas restritivas impostas pela Prefeitura. “Entendemos o momento difícil da saúde no município e no Brasil. Mas, não podemos deixar de registrar nossa discordância na forma com que foi feito o decreto, penalizando, mais uma vez, o setor citado. Registramos imagens de inúmeras pessoas circulando em horário que bares e restaurantes estão fechados, além do que o transporte público aglomera milhares de pessoas diariamente, além das festas clandestinas e reuniões familiares que ocorrem sem nenhum controle. Respeitamos a decisão, mas não concordamos. Nosso setor está sendo castigado”, lamentou Mucciaroni.

Poços já conta com uma Agência de Desenvolvimento

Esta é uma iniciativa que merece o apoio de todos, principalmente do poder público. Trata-se da Agência de Desenvolvimento de Poços de Caldas, uma entidade da sociedade civil, fundada por 5 empresários que tem como objetivo colaborar para o desenvolvimento organizado do município. São eles: Elias Donato Neto, Cristiano Carvalho Ottoni, Luís Leonardo Horne Curimbaba Ferreira, Leonardo Miguel Severini e LivioTogni. A Agência agrega mais empresas, instituições e profissionais liberais integrando assim as forças econômicas, sociais e acadêmicas da cidade.

Segundo Amélia Queiroz, secretária executiva, trata-se de instituição apartidária, apolítica e criada para ser atemporal, que busca integrar instituições privadas e públicas, em projetos de desenvolvimento econômico, com perspectivas de fomentar projetos que resultem em negócios, geração de riqueza e criação de emprego e renda, desde o curto até o longo prazo.

Nos próximos dois anos serão trabalhados 6 eixos, focando sempre no desenvolvimento econômico e sustentável de Poços de Caldas.1) Tecnologia e Inovação; 2) Turismo Cultura e APL´S Vulcânicos; 3) Indústria; 4) Redesenho dos espaços urbanos; 5) Polo da saúde; 6) Banco de ideias.

A Agência possui escritório localizado na R. Pref. Chagas, 459 – Centro – telefone (35) 36974408.

 

Curtas

* Com o fechamento dos bares e restaurantes após as 20 horas e proibidos de abrir nos finais de semana, comerciantes do setor perguntaram ao secretário de saúde Carlos Mosconi se o coronavirus por acaso sai as ruas apenas a noite e nos finais de semana e se tem preferência por este tipo de estabelecimento comercial que é sempre o mais penalizado quando se fala em medidas para restringir a movimentação de pessoas e evitar aglomerações. Justo nos restaurantes, onde as medidas sanitárias são seguidas à risca e o distanciamento também é cumprido. Será que o virus não anda nos ônibus, não frequenta festas e tampouco circula pelas ruas onde o movimento de pessoas continua enorme?

* Algumas pessoas estão estranhando a poda radical que a secretaria de serviços públicos vem fazendo na Avenida João Pinheiro, por onde passa a estrutura de concreto que deveria estar sendo utilizada pelo Monotrilho, um empreendimento que não deu certo e que a prefeitura agora chama de seu porque aceitou a devolução e ainda agradeceu o verdadeiro presente de grego que recebeu da concessionária.

* Pois bem, segundo explicação do secretário Antonio Donizete Albino, a poda será radical em toda a extensão da avenida com a retirada dos arbustos e plantas que há mais de três décadas cresceram na base das colunas de sustentação da via elevada, onde foi feita uma proteção para evitar acidentes.As plantas também servem para esconder a horrorosa estrutura de concreto que agride o paisagismo da avenida.

* Segundo Donizete, tudo será removido para que os canteiros ao redor das colunas possam receber um novo paisagismo. Várias árvores também devem ser retiradas porque, diz o secretário, é preciso melhorar a iluminação na calçada, um pedido feito pelos comerciantes e por pedestres que caminham por ali durante a noite.

* Mas ontem, durante entrevista no programa Boca Boa, o prefeito Sérgio Azevedo deu outro motivo para a limpeza que está sendo feita ao longo da via elevada. Disse que dentro de aproximadamente sessenta dias vai resolver o problema do Monotrilho, primeiro tentando transferir o empreendimento para a iniciativa privada e se não conseguir vai desmontar toda a estrutura, livrando a avenida daquela coisa horrorosa que está sem manutenção, enferrujando e com risco de

* Está sendo agendada uma audiência pública com a presença do secretário de Defesa Social, Rafael Conde, para que os vereadores possam ouvir dele qual o destino do recurso que está sendo arrecadado com milhares de multas aplicadas contra motoristas autuados pelos agentes de trânsito ou pelas câmeras de monitoramento instaladas nas principais.

* Seria interessante questionar o secretário sobre o motivo pelo qual a cidade ainda conta com semáforos ultrapassados nas vias de maior movimento, sem nenhum sincronismo e que atrapalha o trânsito, como por exemplo nas avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha, onde a falta de sincronismo entre os semáforos para quem faz conversão nas pontes acarreta congestionamentos que muitas vezes resultam em multas. Dinheiro não falta uma vez que o número de multas deve estar rendendo um bom dinheiro para o Demutran.

* Como a secretaria é responsável também pela Guarda Municipal, cabe indagar do secretário se as tais bicicletas elétricas, resultado de um projeto desenvolvido pela PUC em parceria com o DME estão sendo utilizadas pelos guardas no patrulhamento. E principalmente se aquela coisa estranha conhecida como estação de recarga para as bicicletas, instalada em local impróprio, na frente da antiga estação ferroviária está realmente sendo utilizada para reabastecer as bikes movidas a eletricidade.

* O vídeo gravado pelo porta-voz do governo, André Vilas Boas, postado nas redes sociais na quinta-feira à tarde, quando já circulava a informação de que o prefeito de Poços e cidades vizinhas iriam adotar restrições mais severas deixou a impressão que o governador Zema quis, na verdade, tirar o corpo fora para não sofrer desgaste politico com as medidas que impõe até mesmo o fechamento do comércio.

* “Parece que vai chegar um tanto bom de vacina, já chegou no início da semana um tanto razoável, 3.000 doses, acredito que poderá chegar um número semelhante, e esta é que é a nossa esperança, que chegue em número suficiente, porque esta é a grande medida de diminuir a pandemia”, informou o secretário de saúde Carlos Mosconi.

* A desistência de João Amoêdo do processo para a escolha do candidato do Partido Novo à Presidência da República em 2022 agravou ainda mais a crise interna na sigla e levou à renúncia nesta sexta-feira da presidente da legenda no Pará, Carla Amoêdo Costa, prima de João Amoêdo. Ambas as decisões foram motivadas pela articulação de uma ala do partido que buscava a indicação do deputado federal por Minas Gerais, Tiago Mitraud, para disputar a mesma vaga com Amoêdo.

* Em sua conta no Twitter, o fundador do Novo justificou sua desistência dizendo que não havia unidade no partido “quanto ao propósito para 2022”, em referência ao desejo de parte dos dirigentes e mandatários de convidar Mitraud para participar do processo seletivo do partido para a vaga de candidato ao Palácio do Planalto. E teria sido essa falta de unidade em torno de seu nome que o fez desistir do convite que já havia aceitado. Representando o partido em Poços de Caldas, o vereador Kleber Silva foi um dos que assinaram a carta indicando o deputado para participar do processo seletivo e disputar a indicação com João Amoêdo.

Prefeito lamenta medidas restritivas

O prefeito Sérgio Azevedo postou em sua página nas redes sociais a informação sobre as novas medidas restritivas adotadas ontem e que passam a valer a partir da próxima segunda-feira. Disse ele “pensamos sim, no lado econômico, nos negócios que passam por dificuldades financeiras, nas pessoas que estão sem emprego, mas em primeiro lugar está a vida das pessoas, pois vidas não têm preço”. Disse ainda que são medidas que não gostaria de tomar, mas que devido ao avanço da pandemia, precisam são necessárias.

“Esperamos contar com o apoio, a compreensão e, sobretudo, com a empatia de todos, pois muitos só enxergam o verdadeiro perigo quando perdem pessoas próximas e familiares. Precisamos muito da cooperação de todos para que não tenhamos que tomar medidas ainda mais severas”, alertou, que está sendo ampliada a capacidade de atendimento para os pacientes e sendo aguardada a chegada de mais vacinas, para uma maior segurança.

Turismo e supermercados

O prefeito afirmou no programa Boca Boa que as pessoas falam muito sobre o turismo, que não foi proibido oficialmente, mas que na visão dele está proibido porque estará tudo fechado no sábado e domingo. “O turista vem e vai aonde? Não vai ter lugar nenhum para ir, vai estar tudo fechado, só se for para ficar no hotel”, lembrou. Segundo o prefeito, o que se procurou foi mexer o mínimo possível com a vida das pessoas. “De segunda a sexta funciona praticamente normal, com algumas restrições de horário, e no final de semana teremos restrição mais radical, inclusive para supermercado, onde a aglomeração é maior. O essencial, vai estar sempre aberto, mas é o que mais aglomera, então vamos mexer inclusive com supermercados”, explicou.

Medicamentos e leitos

Questionado sobre a possível falta de medicamentos para intubação, Sérgio respondeu que neste momento não existe falta, mas que já tivemos este problema meses atrás. “Isto não foi totalmente solucionado, mas parcialmente e agora temos uma folga, segundo o Mosconi informou chegaram medicamentos e o governo do Estado tem colaborado”, disse o prefeito.

Segundo ele, serão abertos 20 novos leitos para covid na zona leste e 2 de transição, que não serão de UTI, para casos mais graves que possam aguardar vagas em UTIs. “Os prefeitos da região não possuem condições de abrir leitos de UTI nas cidades menores. Eles têm leitos clínicos, conseguem segurar os pacientes por lá em atendimento emergencial, mas quando o quadro piora precisam da referência, que são os hospitais de Poços e estamos preparados para atender a microrregião. Fizemos todo um dimensionamento para isso, porém a situação da pandemia se abravou além do esperado”, lamentou.

Setor castigado

Na página da Master Web Rádio o empresário Ricardo Mucciaroni postou comentário afirmando que mais uma vez o setor de bares e restaurantes está sendo castigado com as medidas restritivas impostas pela Prefeitura. “Entendemos o momento difícil da saúde no município e no Brasil. Mas, não podemos deixar de registrar nossa discordância na forma com que foi feito o decreto, penalizando, mais uma vez, o setor citado. Registramos imagens de inúmeras pessoas circulando em horário que bares e restaurantes estão fechados, além do que o transporte público aglomera milhares de pessoas diariamente, além das festas clandestinas e reuniões familiares que ocorrem sem nenhum controle. Respeitamos a decisão, mas não concordamos. Nosso setor está sendo castigado”, lamentou Mucciaroni.

Poços já conta com uma Agência de Desenvolvimento

Esta é uma iniciativa que merece o apoio de todos, principalmente do poder público. Trata-se da Agência de Desenvolvimento de Poços de Caldas, uma entidade da sociedade civil, fundada por 5 empresários que tem como objetivo colaborar para o desenvolvimento organizado do município. São eles: Elias Donato Neto, Cristiano Carvalho Ottoni, Luís Leonardo Horne Curimbaba Ferreira, Leonardo Miguel Severini e LivioTogni. A Agência agrega mais empresas, instituições e profissionais liberais integrando assim as forças econômicas, sociais e acadêmicas da cidade.

Segundo Amélia Queiroz, secretária executiva, trata-se de instituição apartidária, apolítica e criada para ser atemporal, que busca integrar instituições privadas e públicas, em projetos de desenvolvimento econômico, com perspectivas de fomentar projetos que resultem em negócios, geração de riqueza e criação de emprego e renda, desde o curto até o longo prazo.

Nos próximos dois anos serão trabalhados 6 eixos, focando sempre no desenvolvimento econômico e sustentável de Poços de Caldas.1) Tecnologia e Inovação; 2) Turismo Cultura e APL´S Vulcânicos; 3) Indústria; 4) Redesenho dos espaços urbanos; 5) Polo da saúde; 6) Banco de ideias.

A Agência possui escritório localizado na R. Pref. Chagas, 459 – Centro – telefone (35) 36974408.

 

Curtas

* Com o fechamento dos bares e restaurantes após as 20 horas e proibidos de abrir nos finais de semana, comerciantes do setor perguntaram ao secretário de saúde Carlos Mosconi se o coronavirus por acaso sai as ruas apenas a noite e nos finais de semana e se tem preferência por este tipo de estabelecimento comercial que é sempre o mais penalizado quando se fala em medidas para restringir a movimentação de pessoas e evitar aglomerações. Justo nos restaurantes, onde as medidas sanitárias são seguidas à risca e o distanciamento também é cumprido. Será que o virus não anda nos ônibus, não frequenta festas e tampouco circula pelas ruas onde o movimento de pessoas continua enorme?

* Algumas pessoas estão estranhando a poda radical que a secretaria de serviços públicos vem fazendo na Avenida João Pinheiro, por onde passa a estrutura de concreto que deveria estar sendo utilizada pelo Monotrilho, um empreendimento que não deu certo e que a prefeitura agora chama de seu porque aceitou a devolução e ainda agradeceu o verdadeiro presente de grego que recebeu da concessionária.

* Pois bem, segundo explicação do secretário Antonio Donizete Albino, a poda será radical em toda a extensão da avenida com a retirada dos arbustos e plantas que há mais de três décadas cresceram na base das colunas de sustentação da via elevada, onde foi feita uma proteção para evitar acidentes.As plantas também servem para esconder a horrorosa estrutura de concreto que agride o paisagismo da avenida.

* Segundo Donizete, tudo será removido para que os canteiros ao redor das colunas possam receber um novo paisagismo. Várias árvores também devem ser retiradas porque, diz o secretário, é preciso melhorar a iluminação na calçada, um pedido feito pelos comerciantes e por pedestres que caminham por ali durante a noite.

* Mas ontem, durante entrevista no programa Boca Boa, o prefeito Sérgio Azevedo deu outro motivo para a limpeza que está sendo feita ao longo da via elevada. Disse que dentro de aproximadamente sessenta dias vai resolver o problema do Monotrilho, primeiro tentando transferir o empreendimento para a iniciativa privada e se não conseguir vai desmontar toda a estrutura, livrando a avenida daquela coisa horrorosa que está sem manutenção, enferrujando e com risco de

* Está sendo agendada uma audiência pública com a presença do secretário de Defesa Social, Rafael Conde, para que os vereadores possam ouvir dele qual o destino do recurso que está sendo arrecadado com milhares de multas aplicadas contra motoristas autuados pelos agentes de trânsito ou pelas câmeras de monitoramento instaladas nas principais.

* Seria interessante questionar o secretário sobre o motivo pelo qual a cidade ainda conta com semáforos ultrapassados nas vias de maior movimento, sem nenhum sincronismo e que atrapalha o trânsito, como por exemplo nas avenidas João Pinheiro e Mansur Frayha, onde a falta de sincronismo entre os semáforos para quem faz conversão nas pontes acarreta congestionamentos que muitas vezes resultam em multas. Dinheiro não falta uma vez que o número de multas deve estar rendendo um bom dinheiro para o Demutran.

* Como a secretaria é responsável também pela Guarda Municipal, cabe indagar do secretário se as tais bicicletas elétricas, resultado de um projeto desenvolvido pela PUC em parceria com o DME estão sendo utilizadas pelos guardas no patrulhamento. E principalmente se aquela coisa estranha conhecida como estação de recarga para as bicicletas, instalada em local impróprio, na frente da antiga estação ferroviária está realmente sendo utilizada para reabastecer as bikes movidas a eletricidade.

* O vídeo gravado pelo porta-voz do governo, André Vilas Boas, postado nas redes sociais na quinta-feira à tarde, quando já circulava a informação de que o prefeito de Poços e cidades vizinhas iriam adotar restrições mais severas deixou a impressão que o governador Zema quis, na verdade, tirar o corpo fora para não sofrer desgaste politico com as medidas que impõe até mesmo o fechamento do comércio.

* “Parece que vai chegar um tanto bom de vacina, já chegou no início da semana um tanto razoável, 3.000 doses, acredito que poderá chegar um número semelhante, e esta é que é a nossa esperança, que chegue em número suficiente, porque esta é a grande medida de diminuir a pandemia”, informou o secretário de saúde Carlos Mosconi.

* A desistência de João Amoêdo do processo para a escolha do candidato do Partido Novo à Presidência da República em 2022 agravou ainda mais a crise interna na sigla e levou à renúncia nesta sexta-feira da presidente da legenda no Pará, Carla Amoêdo Costa, prima de João Amoêdo. Ambas as decisões foram motivadas pela articulação de uma ala do partido que buscava a indicação do deputado federal por Minas Gerais, Tiago Mitraud, para disputar a mesma vaga com Amoêdo.

* Em sua conta no Twitter, o fundador do Novo justificou sua desistência dizendo que não havia unidade no partido “quanto ao propósito para 2022”, em referência ao desejo de parte dos dirigentes e mandatários de convidar Mitraud para participar do processo seletivo do partido para a vaga de candidato ao Palácio do Planalto. E teria sido essa falta de unidade em torno de seu nome que o fez desistir do convite que já havia aceitado. Representando o partido em Poços de Caldas, o vereador Kleber Silva foi um dos que assinaram a carta indicando o deputado para participar do processo seletivo e disputar a indicação com João Amoêdo.

Clique e leia:

Revista One – Nº3

Clique e leia:

Revista One – Nº3