Minas é o estado que menos investiu

Minas Gerais é o estado que menos investiu em saúde neste ano, considerando os recursos provenientes da Receita Corrente Líquida (RCL). No primeiro semestre, quando se preparava para o pico da Covid-19, o governo aplicou R$ 1,9 bilhão, o que corresponde a 7,76% da RCL. A informação está no Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), disponibilizado pela Secretaria de Estado da Fazenda. (O Globo)

Toffoli é internado

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, foi internado neste domingo, no Hospital DFStar, em Brasília, segundo informou a assessoria de comunicação da Corte. Toffoli foi diagnosticado com pneumonite alérgica, mas passa bem e deve seguir trabalhando, sem ficar de licença médica.O ministro fez um novo teste para covid-19, que deu resultado negativo.(Estadão)

Bolsonaro: ‘Globo é covarde’

O presidente Jair Bolsonaro chamou neste domingo de “covarde” a TV Globo por culpá-lo pelos mais de 100.000 óbitos provocados pela COVID-19 no país.”De forma covarde e desrespeitosa aos 100.000 brasileiros mortos, essa TV festejou essa data no dia de ontem, como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos”, afirmou o presidente no Twitter.(AFP)

572 novas mortes

O Brasil registrou neste domingo 572 novas mortes em decorrência do coronavírus, atingindo uma contagem total de 101.049 óbitos, de acordo com informações do Ministério da Saúde.Foram registrados mais 23.010 casos da doença, o que eleva o total de infecções a 3.035.422. O Brasil é o segundo país no mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos.Domingos e segundas-feiras costumam registrar números menores que outros dias devido ao represamento de registros nos fins de semana.(Reuters)

Minas confirma 88 mortes

Minas confirmou 88 mortes e 3.204 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico deste domingo, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, até o momento, 3.537 pessoas morreram vítimas da doença. O número total de casos é de 153.927.  O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirma que Minas passa por um platô, quando há a manutenção no número de casos e mortes em um patamar elevado, mas sem um ápice. (em.com.br)

Um minuto de silêncio

Artistas realizaram neste domingo um ato nas redes sociais em homenagem às vítimas de covid-19. O Brasil atingiu no sábado a marca de 100 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. O ato foi organizado pelo Movimento Estamos Juntos. Em vídeo divulgado nas redes sociais, diversos artistas fizeram um minuto de silêncio em respeito a todas as mortes provocadas pela pandemia.(Estadão).

Temer chefiará missão

O ex-presidente Michel Temer aceitou o convite feito por Jair Bolsonaro para chefiar uma missão de ajuda ao Líbano. O país árabe teve parte de sua capital (Beirute) devastada por uma explosão no início do mês.“Nos próximos dias partirá do Brasil rumo ao Líbano uma aeronave da Força Aérea Brasileira, com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil. Também estamos preparando o envio, por via marítima, de 4.000 toneladas de arroz para atenuar as consequências das perdas de estoque de cereais destruídos na explosão”, disse Bolsonaro na manhã deste domingo, em reunião com líderes mundiais.(Poder 360)

Prorrogação do auxílio

O governo federal estuda prorrogar o pagamento do auxílio emergencial até março de 2021, mas com valor menor. O beneficio de R$ 600, criado devido às consequências econômicas do novo coronavírus, está garantido até agosto e poderá ser reduzido para R$ 200 ou R$ 300 nos próximos meses. A proposta inicial do governo Bolsonaro era de R$ 200 para os trabalhadores de baixa renda. Após pressão do Legislativo e negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo, o Executivo aceitou aumentar para R$ 600.A medida ainda precisa passar pela avaliação do Ministério da Economia e deve ser votada pelo Congresso. (Catraca Livre).

Mais dinheiro

O PSOL aprovou novas regras para a distribuição do Fundo Eleitoral. Agora, o partido passa a adotar cálculo maior para mulheres, negros, indígenas, quilombolas, LGBTs e pessoas com deficiência.Mulheres receberão 30% a mais; negros e negras, 50%; indígenas, quilombolas e LGBT. 15%; e pessoas com deficiência-PCD, 10%. Os porcentuais são ainda acumulativos, ou seja, uma candidata a vereadora negra poderá receber 80% a mais que um candidato homem. (Estadão).

Uso de R$ 86,7 mil

O uso de R$ 86,7 mil em espécie pelo senador Flávio Bolsonaro para compra de salas comerciais foi evidenciada durante depoimento do parlamentar e das construtoras envolvidas na operação do Ministério Público do Rio de Janeiro, conforme apuração do jornal O Globo.A compra dos imóveis teria sido finalizada enquanto o filho do presidente Jair Bolsonaro era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.(IstoÉ)

Pagamento a Jean Wyllys

O juiz Leonardo de Castro Gomes, da 47ª Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, deu prazo de 15 dias para que o presidente Jair Bolsonaro pague multa de R$ 2.600 ao ex-deputado Jean Wyllys e ao advogado Lucas Mourão, de acordo com O Globo.A decisão é de processo de 2017, quando Bolsonaro pediu indenização de R$ 22 mil por danos morais. Na época, o então deputado moveu a ação alegando que Wyllys o chamou de “boquirroto”, “fascista” e “nepotista”.A Justiça não considerou procedente a reclamação de Bolsonaro e negou o pedido. Assim, o presidente acabou condenado a pagar multas pelos embargos apresentados e deverá repassar 10% da causa, a título de honorário, ao advogado de Jean Wyllys.(Poder 360)

Depósito do FGTS Emergencial

A Caixa Econômica Federal deposita nesta segunda-feira o FGTS emergencial para os nascidos em julho. O dinheiro será depositado em conta poupança digital e poderá ser usado pelo aplicativo Caixa Tem para o pagamento de contas, boletos e compras. Quem preferir sacar o valor em dinheiro precisa esperar até o dia 17 de outubro. A Caixa montou dois calendários para cada mês de aniversário para evitar aglomerações nas agências bancárias. Cada beneficiário pode receber até R$ 1.045 e o calendário foi definido de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.(R7)

Limite à atuação

A seis meses de deixar a presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Maia defende a discussão no País de um limite à atuação de militares da ativa na estrutura do próximo governo. Sem apontar diretamente para os generais nos cargos da atual gestão do presidente Jair Bolsonaro, ele ressalta a necessidade de respeitar o “muro” entre o Estado, a quem as Forças Armadas estão vinculadas, e o governo, formado especialmente por agentes públicos eleitos.(Agência Estado)

“Sem chance”

 

O relacionamento entre o prefeito Sérgio Azevedo e seu vice, professor Flávio Faria, parece que azedou de vez na semana passada quando Flávio procurou o chefe do executivo para comunicar que depois de várias reuniões com seus colegas da Rede e do PSD, pensa seriamente em se lançar como candidato a prefeito na eleição de 15 de novembro, quando o prefeito tentará a reeleição.

“Larga mão disso, você não tem nenhuma chance”, teria respondido o prefeito ao companheiro de governo, com aquela sutileza que lhe é peculiar, sepultando de vez qualquer possibilidade de um acordo na disputa.

Diante da resposta, Flávio Faria deve se reunir com a direção da legenda e representantes do PSD, partido aliado, para traçar o caminho que as duas legendas irão seguir na eleição, com possibilidade real do vice disputar o comando da prefeitura.

Curtas

 

* Como sempre acontece em véspera de eleição, a romaria de pré-candidatos a cargos eletivos nas feiras livres já começou e figuras que nunca antes haviam marcado presença dão o ar da graça, como se fossem defensores ferrenhos da classe, quando na verdade, nem sabem dizer o preço de um quilo de tomate ou de uma dúzia de bananas. Agora com as redes sociais tiram fotos e publicam no facebook posando ao lado daqueles que comem o pão que o diabo amassou nas frias, faça frio ou calor. Com cara de “velhos amigos” prometem que se eleitos vão atender suas reivindicações, coisa que só voltam a lembrar na visita da próxima eleição. Deveriam gravar o que os feirantes dizem logo após suas passagens pelas bancas.

* Então a coisa ficou assim, Poços de Caldas, pelos números atuais da pandemia no município foi classificada na onda amarela, aquela que pode muita coisa, mas não pode tudo, de acordo com análise dos técnicos responsáveis pelo plano Minas Consciente, do Governo do Estado. Aí vem o governador e aconselha alguns prefeitos, entre elas o de Poços, a entrar para a onda vermelha, aquela que pode quase nada. Aí o prefeito ouve o comitê gestor da pandemia no município e a representante do Ministério Público que aconselham a seguir os parâmetros traçados na onda amarela. Prá encerrar, Zema elogia Bolsonaro pela atuação do governo no combate ao coronavírus. O presidente é aquele para quem a pandemia não passa de uma gripezinha, o isolamento é dispensável, assim como o uso de máscara. Sinceramente.

Minas é o estado que menos investiu

Minas Gerais é o estado que menos investiu em saúde neste ano, considerando os recursos provenientes da Receita Corrente Líquida (RCL). No primeiro semestre, quando se preparava para o pico da Covid-19, o governo aplicou R$ 1,9 bilhão, o que corresponde a 7,76% da RCL. A informação está no Relatório Resumido de Execução Orçamentária (RREO), disponibilizado pela Secretaria de Estado da Fazenda. (O Globo)

Toffoli é internado

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, foi internado neste domingo, no Hospital DFStar, em Brasília, segundo informou a assessoria de comunicação da Corte. Toffoli foi diagnosticado com pneumonite alérgica, mas passa bem e deve seguir trabalhando, sem ficar de licença médica.O ministro fez um novo teste para covid-19, que deu resultado negativo.(Estadão)

Bolsonaro: ‘Globo é covarde’

O presidente Jair Bolsonaro chamou neste domingo de “covarde” a TV Globo por culpá-lo pelos mais de 100.000 óbitos provocados pela COVID-19 no país.”De forma covarde e desrespeitosa aos 100.000 brasileiros mortos, essa TV festejou essa data no dia de ontem, como uma verdadeira final da Copa do Mundo, culpando o Presidente da República por todos os óbitos”, afirmou o presidente no Twitter.(AFP)

572 novas mortes

O Brasil registrou neste domingo 572 novas mortes em decorrência do coronavírus, atingindo uma contagem total de 101.049 óbitos, de acordo com informações do Ministério da Saúde.Foram registrados mais 23.010 casos da doença, o que eleva o total de infecções a 3.035.422. O Brasil é o segundo país no mundo mais afetado pela pandemia, atrás apenas dos Estados Unidos.Domingos e segundas-feiras costumam registrar números menores que outros dias devido ao represamento de registros nos fins de semana.(Reuters)

Minas confirma 88 mortes

Minas confirmou 88 mortes e 3.204 novos casos de COVID-19 nas últimas 24 horas. De acordo com o boletim epidemiológico deste domingo, divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde, até o momento, 3.537 pessoas morreram vítimas da doença. O número total de casos é de 153.927.  O secretário de Estado de Saúde, Carlos Eduardo Amaral, afirma que Minas passa por um platô, quando há a manutenção no número de casos e mortes em um patamar elevado, mas sem um ápice. (em.com.br)

Um minuto de silêncio

Artistas realizaram neste domingo um ato nas redes sociais em homenagem às vítimas de covid-19. O Brasil atingiu no sábado a marca de 100 mil mortes causadas pelo novo coronavírus. O ato foi organizado pelo Movimento Estamos Juntos. Em vídeo divulgado nas redes sociais, diversos artistas fizeram um minuto de silêncio em respeito a todas as mortes provocadas pela pandemia.(Estadão).

Temer chefiará missão

O ex-presidente Michel Temer aceitou o convite feito por Jair Bolsonaro para chefiar uma missão de ajuda ao Líbano. O país árabe teve parte de sua capital (Beirute) devastada por uma explosão no início do mês.“Nos próximos dias partirá do Brasil rumo ao Líbano uma aeronave da Força Aérea Brasileira, com medicamentos e insumos básicos de saúde, reunidos pela comunidade libanesa radicada no Brasil. Também estamos preparando o envio, por via marítima, de 4.000 toneladas de arroz para atenuar as consequências das perdas de estoque de cereais destruídos na explosão”, disse Bolsonaro na manhã deste domingo, em reunião com líderes mundiais.(Poder 360)

Prorrogação do auxílio

O governo federal estuda prorrogar o pagamento do auxílio emergencial até março de 2021, mas com valor menor. O beneficio de R$ 600, criado devido às consequências econômicas do novo coronavírus, está garantido até agosto e poderá ser reduzido para R$ 200 ou R$ 300 nos próximos meses. A proposta inicial do governo Bolsonaro era de R$ 200 para os trabalhadores de baixa renda. Após pressão do Legislativo e negociações com o líder do governo, deputado Vitor Hugo, o Executivo aceitou aumentar para R$ 600.A medida ainda precisa passar pela avaliação do Ministério da Economia e deve ser votada pelo Congresso. (Catraca Livre).

Mais dinheiro

O PSOL aprovou novas regras para a distribuição do Fundo Eleitoral. Agora, o partido passa a adotar cálculo maior para mulheres, negros, indígenas, quilombolas, LGBTs e pessoas com deficiência.Mulheres receberão 30% a mais; negros e negras, 50%; indígenas, quilombolas e LGBT. 15%; e pessoas com deficiência-PCD, 10%. Os porcentuais são ainda acumulativos, ou seja, uma candidata a vereadora negra poderá receber 80% a mais que um candidato homem. (Estadão).

Uso de R$ 86,7 mil

O uso de R$ 86,7 mil em espécie pelo senador Flávio Bolsonaro para compra de salas comerciais foi evidenciada durante depoimento do parlamentar e das construtoras envolvidas na operação do Ministério Público do Rio de Janeiro, conforme apuração do jornal O Globo.A compra dos imóveis teria sido finalizada enquanto o filho do presidente Jair Bolsonaro era deputado estadual na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.(IstoÉ)

Pagamento a Jean Wyllys

O juiz Leonardo de Castro Gomes, da 47ª Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, deu prazo de 15 dias para que o presidente Jair Bolsonaro pague multa de R$ 2.600 ao ex-deputado Jean Wyllys e ao advogado Lucas Mourão, de acordo com O Globo.A decisão é de processo de 2017, quando Bolsonaro pediu indenização de R$ 22 mil por danos morais. Na época, o então deputado moveu a ação alegando que Wyllys o chamou de “boquirroto”, “fascista” e “nepotista”.A Justiça não considerou procedente a reclamação de Bolsonaro e negou o pedido. Assim, o presidente acabou condenado a pagar multas pelos embargos apresentados e deverá repassar 10% da causa, a título de honorário, ao advogado de Jean Wyllys.(Poder 360)

Depósito do FGTS Emergencial

A Caixa Econômica Federal deposita nesta segunda-feira o FGTS emergencial para os nascidos em julho. O dinheiro será depositado em conta poupança digital e poderá ser usado pelo aplicativo Caixa Tem para o pagamento de contas, boletos e compras. Quem preferir sacar o valor em dinheiro precisa esperar até o dia 17 de outubro. A Caixa montou dois calendários para cada mês de aniversário para evitar aglomerações nas agências bancárias. Cada beneficiário pode receber até R$ 1.045 e o calendário foi definido de acordo com o mês de aniversário do beneficiário.(R7)

Limite à atuação

A seis meses de deixar a presidência da Câmara, o deputado Rodrigo Maia defende a discussão no País de um limite à atuação de militares da ativa na estrutura do próximo governo. Sem apontar diretamente para os generais nos cargos da atual gestão do presidente Jair Bolsonaro, ele ressalta a necessidade de respeitar o “muro” entre o Estado, a quem as Forças Armadas estão vinculadas, e o governo, formado especialmente por agentes públicos eleitos.(Agência Estado)

Câmara debate Serviço de Atenção Domiciliar

Câmara debate Serviço de Atenção Domiciliar

Nesta terça-feira atendendo ao Requerimento 866/2019, de autoria da vereadora Maria Cecília Figueiredo Opípari (PT), a Sessão Ordinária da Câmara dos Vereadores de Poços recebe representantes do Programa Melhor em Casa – Serviço de Atenção Domiciliar (SAD). O objetivo do convite é para que a equipe possa explanar sobre o serviço, a estrutura, os atendimentos, as dificuldades e as condições de...

ler mais

Câmara debate Serviço de Atenção Domiciliar

Nesta terça-feira atendendo ao Requerimento 866/2019, de autoria da vereadora Maria Cecília Figueiredo Opípari (PT), a Sessão Ordinária da Câmara dos Vereadores de Poços recebe representantes do Programa Melhor em Casa – Serviço de Atenção Domiciliar (SAD).

O objetivo do convite é para que a equipe possa explanar sobre o serviço, a estrutura, os atendimentos, as dificuldades e as condições de trabalho dentro do Programa, debate que possibilitará a sugestão de ações para melhorias no serviço.

A participação dos convidados ocorrerá na segunda parte da reunião, por volta das 18h e será transmitida ao vivo pelo site www.pocosdecaldas.mg.leg.br, youtube http://www.youtube.com/camarapocos e facebook http://www.facebook.com/camarapocos da Câmara.

Gaapo homenageia pacientes do Cacon

O Grupo de Apoio ao Paciente Oncológico (Gaapo), como de costume, homenageou os pacientes do Cacon no Dia dos Pais. Os pais que fazem tratamento na Unidade ganharam portas chaves doados pelo Dmae União e fizeram fotos com belas mensagens, que se transformaram em um lindo painel.

Para a presidente do Gaapo, Claudia Rocha, a ação foi muito legal, já que animou os pacientes que, por vezes, ficam muito desanimados. “No começo eles ficam tímidos, mas depois todos quiseram participar. A gente convidou os pacientes que são pais a fazerem parte disso. Distribuímos portas chaves que a gente tinha ganho do Dmae União, também distribuímos mensagens de Dia dos Pais para fazer as fotos e com essas fotos a gente montou o painel. Depois essas fotos irão para os pacientes”, conta Claudia.

“Nós montamos esse painel no Cacon e no Gaapo também. É importante que os homens sintam representados porque a gente atende tanto homens quanto mulheres. Por isso, é importante que eles se sintam acolhidos também. Mesmo que eles não participem tanto de ações por serem mais tímidos, o Gaapo está também aqui por eles, para acolhê-los e ajudá-los no que for possível”, completa a presidente do Gaapo.

Poços fica na onda amarela

Poços de Caldas aderiu ao “Programa Minas Consciente”, que estabelece ações para o combate à pandemia provocada pela Covid-19 em Minas Gerais, na sexta-feira passada (31 de julho). No balanço divulgado nesta semana, a micro-região de Poços foi enquadrada na onda vermelha, em que só serviços essenciais podem funcionar, porém, a macro-região encontra-se na onda amarela, em que a maioria dos serviços pode seguir abertos.

A adesão ao “Minas Consciente” não atrapalha ou muda em nada as medidas e protocolos tomados até agora. Importante explicar que pelos bons índices registrados, Poços escolheu se enquadrar na onda amarela. “ Pelos índices registrados na cidade, nós achamos que iríamos ser enquadrados até mesmo na onda verde. Temos os melhores índices da região, com baixa ocupação de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) e seria injusto a gente retroceder agora, fechando comércios e serviços depois de quase 100 dias de abertura. Vale reforçar que até mesmo o nosso hospital de campanha já está em funcionamento” reiterou o prefeito Sérgio Azevedo.

Sobre o início da flexibilização do turismo, importante atividade econômica da cidade, a prefeitura aguarda uma maior clareza jurídica do Programa Minas Consciente para que esse processo seja iniciado ainda nos próximos dias. No início desta semana será publicado um decreto com todas as novas medidas relacionadas ao “Programa Minas Consciente”.

“Violência doméstica e o cinema…”

Estão abertas as inscrições para o curso “Violência doméstica e o cinema com isso?”, projeto de Incentivo à Cultura da cineasta e fotógrafa Magda Pinto. A iniciativa utiliza a linguagem cinematográfica para abordar a realidade tão delicada da violência doméstica, que cresce significativamente em tempos de pandemia.

O curso aborda noções de cinema como roteiro, linguagem fílmica, escrita criativa e outros conceitos teóricos, além da parte prática, tendo como suporte o livro “Avessos e Versos: Violência Contra a Mulher”, de Magda Pinto, que será lançado em breve. As inscrições devem ser realizadas pelo link https://bityli.com/rmZ9d.

“O limite entre uma relação doentia e saudável é definido por nós, por mais que uma cultura nos diga que o sofrimento, o abuso, a violência são ‘normais’, dizer não é nossa responsabilidade! Afinal, nascemos para a felicidade. Que possamos juntos estabelecer uma nova ética”, destaca a organizadora do curso, Magda Pinto.

A iniciativa conta também com Danielle Marques na equipe técnica. O projeto de Incentivo à Cultura “Violência doméstica e o cinema com isso?”tem apoio da Prefeitura de Poços de Caldas, por meio da Secretaria Municipal de Cultura, e das empresas incentivadoras Climepe Total e Donato Instituto de Olhos.

Fechar Menu