Investigação aponta assessor de Bolsonaro

Páginas que o Facebook derrubou na investigação que levou à remoção de uma rede de contas falsas relacionadas ao PSL e a gabinetes da família Bolsonaro tinha Tercio Arnaud Tomaz, assessor do presidente Jair Bolsonaro, como administrador de alguns dos perfis que divulgavam fake news. Ele também é um dos integrantes do chamado “gabinete do ódio”.

A remoção de conteúdo aconteceu tanto no Facebook quanto no Instagram, em uma investigação do AtlanticCouncil’s Digital ForensicResearchLab (DFRLab), que mantém uma parceria com o Facebook desde 2018 para análise independente de remoções feitas pela rede social por comportamento inautêntico coordenado. A apuração foi feita somente com mensagens e posts divulgados nas páginas removidas. (O Globo)

Ex-mulher depõe nesta quinta-feira

A segunda ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, presta depoimento por videoconferência ao Ministério Público do Rio nesta quinta-feira, depois de oito meses da primeira convocação. Ela é investigada junto com o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) nos procedimentos que apuram uso de funcionários fantasmas e eventual prática de “rachadinha”, como é conhecida a devolução de salários. Ana Cristina foi lotada como chefe de gabinete do vereador Carlos Bolsonaro entre 2001 e 2008. Procurada, a defesa de Ana Cristina se limitou a confirmar que ela irá prestar depoimento nesta quinta-feira. (O Globo)

Fundador da Ricardo Eletro passa por exame

O fundador e ex-acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, passou por exame de corpo de delito na noite desta quarta-feira em Belo Horizonte. O procedimento aconteceu no Instituto Médico-Legal (IML), localizado no Bairro Gameleira, zona Oeste da capital mineira. Ricardo chegou ao local por volta das 19h10, duas horas depois de desembarcar no Aeroporto da Pampulha, também em BH. Ele estava acompanhado de oito policiais divididos em três viaturas. (Estado de Minas)

Contas removidas

 

O Facebook divulgou nesta quarta-feira uma ação que removeu uma rede de contas e páginas, tanto na rede social quanto no Instagram, ligadas ao Partido Social Liberal  e a gabinetes da família Bolsonaro. s páginas falsas era publicado conteúdo sobre notícias, eventos, eleições, memes, críticas aos opositores da família, e também sobre a pandemia de coronavírus. Alguns dos conteúdos foram removidos automaticamente pelo Facebook por terem violado a política interna da rede social, inclusive por discurso de ódio. O nome das contas não foi divulgado.(Veja.com)

Monitorando efeitos da cloroquina

Enquanto faz propaganda da hidroxicloroquina no combate à covid-19 e afirma estar “perfeitamente bem” pela utilização da substância no seu tratamento à doença, o presidente Jair Bolsonaro tem de fazer exames cardiológicos diários para monitorar qualquer tipo de efeito colateral no seu coração devido à ingestão da substância. O chefe do Executivo tem feito duas baterias de eletrocardiograma ao dia. (O Globo)

Recomendação grave

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira que nenhum político, nem mesmo o presidente da República, tem a atribuição de recomendar o uso de medicações e considerou “grave” a recente defesa do presidente Jair Bolsonaro do uso da hidroxicloroquina, medicamento contra malária que não tem comprovação de eficácia contra a Covid-19.(Reuters)

44.571 casos e 1.223 mortes

O Brasil registrou 1.223 mortes por covid-19 e 44.571 casos confirmados da doença nas últimas 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde e do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira.O balanço diário de novos casos fez com que o país superasse a marca de 1,7 milhão de infectados, somando agora 1.713.160 ocorrências. O Brasil acumula ainda o trágico número de 67.964 óbitos causados pelo vírus Sars-Cov-2.O Brasil ultrapassou a marca do 1 milhão de recuperados da doença. Já são 1.020.901 curados de covid-19. Outras 624,3 mil estão em acompanhamento.(dw.com)

Calamidade prorrogada

O governador de Minas Gerais Romeu Zema pediu que a Assembleia de Minas prorrogue o estado de calamidade pública em Minas até o fim do ano, em decorrência da crise gerada pela pandemia de covid-19. A Resolução 5.529, aprovada em 25 de março, que reconhece o estado de calamidade pública tem validade até 20 de julho.O chefe do Executivo mineiro destacou que o Estado ainda não passou pelo pico da pandemia e que estender o prazo “é importante para que o Estado continue implementando novas medidas”.(R7)

Moro nega interferência

Em depoimento na tarde desta quarta-feira à Justiça Federal, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro negou que tenha interferido nas investigações sobre hackers que invadiram celulares de autoridades, incluindo procuradores da força-tarefa da Lava-Jato e o próprio ex-juiz federal, que atuou em Curitiba durante a operação anticorrupção. (Correio Braziliense)

“Forte chance de derrubar”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que boa parte dos deputados defende a derrubada dos vetos do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que prevê a desoneração da folha de pagamento de empresas durante a pandemia do novo coronavírus. O deputado reforçou a importância da matéria na retomada da geração de empregos.”O trabalho na Câmara está muito forte na possibilidade da gente derrubar esse veto. Acho que vai ter muito voto na Câmara, no Senado também”, disse Maia.(Correio Braziliense)

Minas testa menos

Minas Gerais testa duas vezes menos para coronavírus do que a média Brasileira em relação ao tamanho da população. No país, foram realizados 2.124.223 testes do tipo RT-PCR, feito a partir de biologia molecular e consideração como “padrão-ouro” para detecção da Covid-19. No Estado, por outro lado, foram 116.116. Em ambos casos, são considerados tanto os exames feitos no sistema público, quanto no privado.(em.com.br)

Auxílio Emergencial

Mais 400 mil beneficiados nascidos em abril poderão sacar a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 nesta quinta-feira. Com um total de R$ 3,2 bilhões, o calendário para a retirada em dinheiro para o grupo de 4,9 milhões, que fez o cadastro entre 1º e 26 de maio, começou na segunda-feira e vai até o dia 18 de julho. Nesta mesma data também começa o calendário de saque para o grupo de 40,4 milhões de beneficiários do lote 1 (terceira parcela, lote 2 (segunda parcela) e lote 4 (primeira parcela). (R7)

Prisões revogadas

A Justiça de Minas Gerais revogou nesta quarta-feira  os pedidos de prisão de Laura Nunes, filha do fundador da Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, e do superintendente da empresa, Pedro Daniel Magalhães. Eles são suspeitos de participarem de um esquema de sonegação fiscal no valor de aproximadamente R$ 380 milhões. A revogação da prisão foi proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais, que entendeu que a suspeita colaborou plenamente com as investigações. (em.com.br)

Novas datas do Enem

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, o Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira confirmaram as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio 2020: 17 e 24 de janeiro de 2021. Já o Enem digital vai acontecer nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.Resultados das provas devem ser divulgados a partir do dia 29 de março (Agência Brasil)

Vendendo o almoço…

 

Ao falar terça-feira para os vereadores, o diretor do departamento Municipal de Água e Esgoto (DMAE) Paulinho Courominas utilizou uma expressão popular para definir como anda a situação financeira da autarquia responsável pelo fornecimento de água tratada mais a coleta e tratamento de esgoto. Disse que o DMAE “está vendendo o almoço para comprar a janta…”, dizendo que a receita caiu muito e as despesas aumentaram e isso está gerando um déficit mensal.

Falou aquilo que a gente já sabia, isso porque ex-diretores da autarquia, o último deles o servidor de carreira, Roberto Antonio de Menezes vivia se queixando do fato de a tarifa utilizada para a cobrança no fornecimento de água e coleta de esgoto em toda área urbana estar defasada há muito tempo. Se comparada com a Copasa, por exemplo, a tarifa é inferior a metade do cobrado pela estatal mineira.

Menezes sempre ressaltou a necessidade de reajustar a tarifa, mas dizia que o prefeito Sérgio Azevedo nunca acatou a sugestão. Talvez por imaginar que os consumidores não concordariam com o reajuste, o que poderia influenciar negativamente no seu projeto de reeleição. O prefeito sempre deixou claro, desde a metade do seu mandato que vai tentar se manter no cargo por mais quatro anos.

Menezes tentou ainda aprovar na Câmara Municipal, até por obrigatoriedade de lei, a filiação da autarquia em uma agência reguladora. Pelo mesmo motivo encontrou resistência entre alguns vereadores da própria bancada do chefe do executivo. A filiação em uma agência poderia demonstrar que o preço da tarifa é insuficiente para cobrir as despesas.

A culpa pelo fato de o DMAE estar hoje em dia “vendendo o almoço para comprar a janta”, como disse o seu diretor, não cabe apenas a queda na arrecadação que segundo ele, caiu dois milhões, de uma receita estimada em R$ 5,4 milhões, por conta dos efeitos da inadimplência causada pela pandemia do coronavírus. Se bem que essa informação precisa ser mais detalhada, até porque se caiu 2 milhões por culpa da pandemia e ainda tem almoço para vender, a situação não chegou ao fundo poço.

A continuar nesse ritmo, sem uma revisão tarifária, num curto espaço de tempo o DMAE entrará em uma situação insustentável. Culpa da reeleição, um mal que deveria ser eliminado da política em todos os níveis para evitar que no primeiro dia do mandato os eleitos comecem a pensar em se manter em seus cargos por mais tempo.

Na mesma reunião o vereador Pedro Magalhães, sempre disposto a fazer média em busca de votos, ainda sugeriu ao diretor uma anistia para devedores e o fim do corte no fornecimento de água. Fez a proposta, mas não disse como cobriria o aumento da despesa.

 

Interferência indevida

Contam que ontem, no final da tarde, ao se encontrar com dois fiscais do Procon na porta da Prefeitura, o prefeito Sérgio Azevedo chamou a atenção deles pelo alto valor das multas aplicadas em alguns estabelecimentos. Um deles respondeu que não havia muito a se fazer em relação aos valores das multas lavradas por se tratar de legislação federal.

O prefeito, fugindo ao seu estilo teria elevado o tom de voz,dizendo que falta bom senso aos fiscais do Procon. E subiu para o gabinete dizendo que iria tomar providências. O episódio foi levado ao conhecimento dos demais servidores do órgão que atua na defesa dos consumidores, que se mostraram indignados com a interferência do chefe do executivo, talvez por se tratar de um ano eleitoral.

Ex-prefeito elogia adiamento

 

O ex-prefeito Luiz Antonio Batista se manifestou favorável ao adiamento das eleições para novembro, conforme aprovou o Congresso Nacional na semana passada. Segundo ele, durante entrevista à TV Plan, foi uma decisão sábia em função do momento de pandemia. “É um momento importante de decisão para os próximos quatro anos do futuro da cidade e, certamente, precisa ser bem debatida. Acho que com todas estas restrições provocadas pelo coronavírus seria difícil. Foi uma decisão sábia e para dar oportunidade para que os eleitores possam conhecer mais cada um dos candidatos”, defendeu.

Questionado se a medida não poderia beneficiar quem está no poder, Luiz Batista afirmou que não, que a medida beneficia a todos a partir do momento em que ela dá oportunidades. “Quem está no poder sempre consegue ter um destaque maior. No momento como este, em que o coronavírus diariamente é colocado através de dados da cidade, dá oportunidade do prefeito aparecer mais. Mas quando começar o período eleitoral todos terão oportunidade, aí vai ser o debate para valer em que cada um vai poder colocar suas posições e ter que debater com os outros para que o eleitor possa se decidir aquele que será melhor para a cidade”, disse.

Para ele, será fundamental as propostas que os candidatos devem apresentar, principalmente neste momento difícil em que a cidade atravessa. “Poços foi uma cidade que já teve um destaque muito grande, tanto na região quanto no estado, e hoje vivemos uma situação muito difícil. Tivemos três administrações que foram desastrosas que colocaram Poços em uma situação econômica financeira muito difícil. Chegou o momento de a população refletir sobre o que aconteceu, as decisões e colocar na prefeitura uma pessoa que possa reverter esta situação”, defendeu.

 

Perfil do candidato

Questionado sobre qual seria o perfil do candidato ideal, Luiz Batista disse acreditar que o anseio da população, em termos de Brasil, é pela renovação, de novas lideranças políticas que possam trazer ideias novas e foi o que aconteceu nas três últimas eleições, inclusive em Poços de Caldas, mas que não deu certo.

“Foram pessoas colocadas na prefeitura com essa expectativa, que pudessem fazer uma administração inovadora, infelizmente, o que vimos foi um retrocesso. Hoje eu acho que o fator mais importante que deve pesar é a experiência de quem já mostrou serviço, aliado ao grupo que tenha a juventude que possa trazer ideias novas para a cidade. Este é um fator preponderante para nova administração: aliar experiência com novas lideranças”, defendeu.

Curtas

 

* A vereadora Ligia Podestá apresentou requerimento com votos de congratulações ao prefeito Sérgio Azevedo pelo título de “Prefeito Amigo da Criança”. Na mesma sessão a vereadora retirou de pauta o Processado Legislativo 67/2020, também de sua autoria, o único que constava na Ordem do Dia, propondo a realização de uma sessão comemorativa a Escola Estadual José Mamud Assan. Motivo da retirada, no processado a escola constou como estadual, quando na verdade já foi municipalizada há muitos anos e a própria vereadora foi a primeira diretora após a municipalização.

* O vereador Pedro Magalhães quer informações do executivo quanto a arrecadação da Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais e aplicação dos recursos no município. Segundo ele, a administração municipal diz que a fiscalização cabe ao Departamento Nacional de Mineração, no entanto, existe uma lei municipal de 2010 que trata do assunto e permite uma maior fiscalização por parte da Prefeitura.

* Ontem pela manhã, em uma mesa do Café Sá Rosa, foram vistos em uma mesa numa conversa animada, o pré-candidato a prefeito João Alexandre Moura (Solidariedade), o engenheiro Ércules Tassinari, um dos integrantes do grupo cabeças brancas do PTB, e o jornalista Rodrigo Costa. Como o PTB anda meio sem rumo, vai que…

* A mãe de uma aluna atendida em uma creche do município postou nas redes sociais fotos da cesta básica que recebeu da prefeitura neste período em que as creches estão fechadas. A foto mostra o feijão e o arroz deteriorado, com carunchos, aqueles insetos que insistem em estragar arroz, feijão, farinha e coisas do gênero. Embora a falha pela entrega do produto estragado tenha sido debitada a secretária de educação, Maria Helena Braga, o certo é que ela não tem envolvimento direto com o problema. Sendo assim, o prefeito deveria mesmo é puxar a orelha do responsável pelo PROMAE e da própria secretária de administração, responsável pelo setor. Aliás, entregar nas creches alimentos estragados já não é novidade, as merendeiras que o digam.

* Com o aumento de coronavírus em cidades da região, o vereador Marcelo Heitor solicitou ao Comitê Gestor que estude a possibilidade de ampliar as barreiras nas divisas do município. Segundo ele, no último fim de semana constatou muitos carros em Poços de outras cidades, principalmente próximo ao Marco Divisório, onde antes havia uma barreira que foi deslocada para próxima da Danone. “Os veículos acabam passando pelo Marco Divisório e pegando outros caminhos para desviar da barreira “, afirmou ele.

* Na entrevista que deu à TV Plan, o ex-prefeito Luiz Antonio Batista mostrou que continua com a língua afiada e que vai ter sim, participação efetiva na campanha eleitoral defendendo a candidatura do seu candidato que tudo indica, será o também ex-prefeito Geraldo Thadeu. Dois alvos devem ser os preferidos para a sua alça de mira, Sérgio e Eloisio. O “pega” entre os quatro ex-prefeitos promete fortes emoções.

* Na sua ida a Câmara, o diretor do DMAE, Paulinho Courominas declarou que o lixo doméstico continua sendo depositado no aterro e que só deixará de ser depositado lá após a licitação para a escolha da área de transbordo e local do aterro sanitário existentes em outras cidades. Ou então com a construção de usina para transformar o lixo em energia elétrica ou adubo para a agricultura. Resumindo, a solução não deve sair nesta administração.

* Um dos fatores que pode ter pesado na decisão da vereadora Ciça em disputar a Prefeitura, pode ter sido o acesso igual nesta eleição ao fundo partidário, independente do sexo daqueles que se candidatarem a chefia do executivo. Como o PT é o partido que tem a maior fatia do fundo, dinheiro é o que não faltará na campanha. Nos bastidores corre a informação de que a pré-candidatura da vereadora não passa de um balão de ensaio e o candidato do partido pode não ser ela.

* Pesou muito no fechamento de vários estabelecimentos comerciais da área central a rabugice e mesquinhez de alguns proprietários dos imóveis alugados em não aceitar a redução no preço dos aluguéis. Optaram por manter os imóveis fechados à espera de quem se disponha a continuar pagando os altos aluguéis cobrados pelos pontos comerciais.

* Maria Helena Braga, que faz um bom trabalho na pasta da Educação, anda chateadíssima com o ex-prefeito Luiz Antonio por conta dos seus comentários ácidos contra o prefeito. Até que as coisas se acalmem, o tradicional jantar com os amigos, realizado na residência da secretária, estão suspensos.

* Mesmo com o céu azul, nuvens negras circulavam ontem pelos céus, sobre o DME, um indicativo de que nas próximas horas chuvas e trovoadas podem desabar sobre o prédio da Rua Pernambuco, esquina com Amazonas.

* Na tentativa de justificar o mau cheiro exalado pela ETE-1, que começou a funcionar faz alguns dias, e está provocando reclamações de moradores do bairro Córrego D’antas, o diretor do DMAE, Paulinho Corominas, disse aos vereadores que o problema pode estar em um frigorífico que funciona próximo ao local. Na verdade, o frigorífico está instalado ali faz algumas décadas e nunca incomodou os moradores. E o cheiro não é de carne fervida não, é de merda mesmo.

* A pré-candidata a prefeita pelo Cidadania, Yula Merola, postou em sua página das redes sociais apoio aos jovens de baixa renda desempregados durante a pandemia. “Estes jovens que nunca foram prioritários na formulação de políticas públicas na nossa cidade e devem fazer parte das decisões daquilo que lhes afeta.Agora é hora de darmos a vez aos “nativos digitais da geração Z” que buscam transformar tudo,e não querem viver num país (e certamente numa cidade) em que poucos brigam por muitos e muitos aguardam pelo quase nada.” Então…

* O sorteio dos apartamentos do conjunto habitacional “Vale dos Pinheiros”, construído para famílias de baixa renda, através do programa Minha Casa, Minha Vida, está confirmado para ser realizado nas dependências da Câmara Municipal no dia 15 próximo, às 10 horas da manhã, com transmissão ao vivo pela internet do legislativo.

 

 

 

Aulas remotas

Zoo das Aves

Investigação aponta assessor de Bolsonaro

Páginas que o Facebook derrubou na investigação que levou à remoção de uma rede de contas falsas relacionadas ao PSL e a gabinetes da família Bolsonaro tinha Tercio Arnaud Tomaz, assessor do presidente Jair Bolsonaro, como administrador de alguns dos perfis que divulgavam fake news. Ele também é um dos integrantes do chamado “gabinete do ódio”.

A remoção de conteúdo aconteceu tanto no Facebook quanto no Instagram, em uma investigação do AtlanticCouncil’s Digital ForensicResearchLab (DFRLab), que mantém uma parceria com o Facebook desde 2018 para análise independente de remoções feitas pela rede social por comportamento inautêntico coordenado. A apuração foi feita somente com mensagens e posts divulgados nas páginas removidas. (O Globo)

Ex-mulher depõe nesta quinta-feira

A segunda ex-mulher do presidente Jair Bolsonaro, Ana Cristina Siqueira Valle, presta depoimento por videoconferência ao Ministério Público do Rio nesta quinta-feira, depois de oito meses da primeira convocação. Ela é investigada junto com o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) nos procedimentos que apuram uso de funcionários fantasmas e eventual prática de “rachadinha”, como é conhecida a devolução de salários. Ana Cristina foi lotada como chefe de gabinete do vereador Carlos Bolsonaro entre 2001 e 2008. Procurada, a defesa de Ana Cristina se limitou a confirmar que ela irá prestar depoimento nesta quinta-feira. (O Globo)

Fundador da Ricardo Eletro passa por exame

O fundador e ex-acionista da rede varejista Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, passou por exame de corpo de delito na noite desta quarta-feira em Belo Horizonte. O procedimento aconteceu no Instituto Médico-Legal (IML), localizado no Bairro Gameleira, zona Oeste da capital mineira. Ricardo chegou ao local por volta das 19h10, duas horas depois de desembarcar no Aeroporto da Pampulha, também em BH. Ele estava acompanhado de oito policiais divididos em três viaturas. (Estado de Minas)

Contas removidas

 

O Facebook divulgou nesta quarta-feira uma ação que removeu uma rede de contas e páginas, tanto na rede social quanto no Instagram, ligadas ao Partido Social Liberal  e a gabinetes da família Bolsonaro. s páginas falsas era publicado conteúdo sobre notícias, eventos, eleições, memes, críticas aos opositores da família, e também sobre a pandemia de coronavírus. Alguns dos conteúdos foram removidos automaticamente pelo Facebook por terem violado a política interna da rede social, inclusive por discurso de ódio. O nome das contas não foi divulgado.(Veja.com)

Monitorando efeitos da cloroquina

Enquanto faz propaganda da hidroxicloroquina no combate à covid-19 e afirma estar “perfeitamente bem” pela utilização da substância no seu tratamento à doença, o presidente Jair Bolsonaro tem de fazer exames cardiológicos diários para monitorar qualquer tipo de efeito colateral no seu coração devido à ingestão da substância. O chefe do Executivo tem feito duas baterias de eletrocardiograma ao dia. (O Globo)

Recomendação grave

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou nesta quarta-feira que nenhum político, nem mesmo o presidente da República, tem a atribuição de recomendar o uso de medicações e considerou “grave” a recente defesa do presidente Jair Bolsonaro do uso da hidroxicloroquina, medicamento contra malária que não tem comprovação de eficácia contra a Covid-19.(Reuters)

44.571 casos e 1.223 mortes

O Brasil registrou 1.223 mortes por covid-19 e 44.571 casos confirmados da doença nas últimas 24 horas, segundo dados do Conselho Nacional de Secretários de Saúde e do Ministério da Saúde divulgados nesta quarta-feira.O balanço diário de novos casos fez com que o país superasse a marca de 1,7 milhão de infectados, somando agora 1.713.160 ocorrências. O Brasil acumula ainda o trágico número de 67.964 óbitos causados pelo vírus Sars-Cov-2.O Brasil ultrapassou a marca do 1 milhão de recuperados da doença. Já são 1.020.901 curados de covid-19. Outras 624,3 mil estão em acompanhamento.(dw.com)

Calamidade prorrogada

O governador de Minas Gerais Romeu Zema pediu que a Assembleia de Minas prorrogue o estado de calamidade pública em Minas até o fim do ano, em decorrência da crise gerada pela pandemia de covid-19. A Resolução 5.529, aprovada em 25 de março, que reconhece o estado de calamidade pública tem validade até 20 de julho.O chefe do Executivo mineiro destacou que o Estado ainda não passou pelo pico da pandemia e que estender o prazo “é importante para que o Estado continue implementando novas medidas”.(R7)

Moro nega interferência

Em depoimento na tarde desta quarta-feira à Justiça Federal, o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro negou que tenha interferido nas investigações sobre hackers que invadiram celulares de autoridades, incluindo procuradores da força-tarefa da Lava-Jato e o próprio ex-juiz federal, que atuou em Curitiba durante a operação anticorrupção. (Correio Braziliense)

“Forte chance de derrubar”

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia, afirmou que boa parte dos deputados defende a derrubada dos vetos do presidente Jair Bolsonaro ao projeto que prevê a desoneração da folha de pagamento de empresas durante a pandemia do novo coronavírus. O deputado reforçou a importância da matéria na retomada da geração de empregos.”O trabalho na Câmara está muito forte na possibilidade da gente derrubar esse veto. Acho que vai ter muito voto na Câmara, no Senado também”, disse Maia.(Correio Braziliense)

Minas testa menos

Minas Gerais testa duas vezes menos para coronavírus do que a média Brasileira em relação ao tamanho da população. No país, foram realizados 2.124.223 testes do tipo RT-PCR, feito a partir de biologia molecular e consideração como “padrão-ouro” para detecção da Covid-19. No Estado, por outro lado, foram 116.116. Em ambos casos, são considerados tanto os exames feitos no sistema público, quanto no privado.(em.com.br)

Auxílio Emergencial

Mais 400 mil beneficiados nascidos em abril poderão sacar a primeira parcela do auxílio emergencial de R$ 600 nesta quinta-feira. Com um total de R$ 3,2 bilhões, o calendário para a retirada em dinheiro para o grupo de 4,9 milhões, que fez o cadastro entre 1º e 26 de maio, começou na segunda-feira e vai até o dia 18 de julho. Nesta mesma data também começa o calendário de saque para o grupo de 40,4 milhões de beneficiários do lote 1 (terceira parcela, lote 2 (segunda parcela) e lote 4 (primeira parcela). (R7)

Prisões revogadas

A Justiça de Minas Gerais revogou nesta quarta-feira  os pedidos de prisão de Laura Nunes, filha do fundador da Ricardo Eletro, Ricardo Nunes, e do superintendente da empresa, Pedro Daniel Magalhães. Eles são suspeitos de participarem de um esquema de sonegação fiscal no valor de aproximadamente R$ 380 milhões. A revogação da prisão foi proposta pelo Ministério Público de Minas Gerais, que entendeu que a suspeita colaborou plenamente com as investigações. (em.com.br)

Novas datas do Enem

Em coletiva de imprensa realizada na tarde desta quarta-feira, o Ministério da Educação e o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira confirmaram as novas datas do Exame Nacional do Ensino Médio 2020: 17 e 24 de janeiro de 2021. Já o Enem digital vai acontecer nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro de 2021.Resultados das provas devem ser divulgados a partir do dia 29 de março (Agência Brasil)

CORONAVÍRUS: POÇOS REGISTRA OITAVO ÓBITO

Segundo Boletim Epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde de Poços de Caldas, nesta quarta, 08, são 265 casos positivos em Poços: destes, 170 pacientes são considerados recuperados, 79 seguem em isolamento domiciliar, seis estão em Unidade de Terapia Intensiva e dois estão em leitos clínicos. Nesta quarta, houve registro de dez novos casos, em relação a última atualização feita na terça, 7.

Na noite desta terça foi registrado em Poços, o oitavo óbito por Covid-19 em residentes no município. A paciente tinha 66 anos, era portadora de comorbidade e estava internada em UTI de hospital particular há cerca de um mês. O Boletim traz ainda dois óbitos em investigação. Na madrugada de sábado para domingo, faleceu o bebezinho de 25 dias de vida, que nem chegou a sair da Santa Casa, após o nascimento. Os pais da criança testaram positivo para a Covid-19 e seguem em acompanhamento. O outro óbito em investigação é do paciente de 66 anos, com comorbidade, que estava internado em UTI e faleceu na sexta, 3. Análises de exames laboratoriais para conclusão das investigações são aguardadas. A equipe da Secretaria Municipal de Saúde se solidariza com as famílias e amigos das vítimas, neste momento de triste perda.

Dentre os 265 casos positivos, 52,4% se referem a pacientes do sexo masculino. A faixa etária de maior incidência é dos 40 aos 49 anos, que corresponde a 25,8% dos casos.

 

Santa Casa homenageia funcionária

Na manhã desta quarta-feira, em uma cerimônia emocionante no jardim da frente do Hospital, a Santa Casa de Poços prestou suas últimas homenagens à funcionária Rosa Maria de Souza, de 66 anos, que faleceu na noite de terça-feira, vítima de covid-19, após ficar um mês internada no Hospital da Unimed.

A homenagem contou com a presença de familiares de Dona Rosa, além de dezenas de funcionários do Hospital, que seguravam uma rosa em homenagem à colega que nos deixou. Companheiros de trabalho do setor da Lavanderia deram suas palavras de despedida, assim como membros da Diretoria do Hospital, que lembraram de toda a entrega de dona Rosa nesses 45 anos trabalhando na Santa Casa de Poços.

“Hoje nós estamos vivendo um momento muito triste, de uma pessoa que dedicou a vida à Santa Casa. Uma pessoa amiga de todos que trabalharam com ela. Vivi junto com ela nos últimos 17 anos na luta da costura e da Lavanderia da Santa Casa. Hoje o que nos resta é pedir a Deus que ela tenha o descanso eterno. Ela foi uma pessoa muito boa que merece ser muito feliz onde quer que ela esteja. Foi uma pessoa muito dedicada e a Santa Casa deve muito a ela por todos esses anos que ela esteve aqui dentro.  E todos nós devemos muito pelo carinho que sempre recebemos da Rosa”, disse a provedora da Santa Casa, Célia Maria de Souza.

Colega do setor de Lavanderia, Elza Divina da Silva Araújo trabalhou 10 anos com dona Rosa e não mediu palavras para expressar o quanto ela era querida por todos. “Ela se dedicava mesmo, a Santa Casa era praticamente a casa dela. Era muito amiga, companheira, gostava de ficar sempre junto com a gente, era uma mãe para nós. É uma perda irreparável, é uma dor enorme que a gente está sentindo”, revela Elza.

Após as palavras de carinho para com dona Rosa, o enfermeiro Matusalém de Carvalho, acompanhado de seu violão, cantou Canção da América, linda obra de Milton Nascimento que emocionou a todos. Logo depois, o médico infectologista do Hospital, Dr. Mário Krugner, cantou, à capela, Encontros e Despedidas, composição de Milton Nascimento e Fernando Brant, eternizado na voz da cantora Maria Rita.

Com todos muito emocionados, a Diretora Assistencial da Irmandade, Josiane Celis, pediu um minuto de silêncio em memória a Dona Rosa. Momento de muita dor e emoção. Ao final da homenagem, as rosas distribuídas aos funcionários se tornaram um belo buquê de flores, que foi entregue pela diretora assistencial à família. A homenagem contou com a presença de familiares de Dona Rosa, além de dezenas de funcionários do Hospital, que seguravam uma rosa em homenagem à colega

Adequação nos semáforos

O vereador Álvaro Cagnani (PSDB) há anos vem recebendo reclamações sobre o tempo programado nos semáforos para travessia dos pedestres. Preocupado com a segurança de quem transita diariamente pelas vias centrais, o parlamentar apresentou requerimentos questionando o Executivo sobre estudos e possíveis adequações na programação dos temporizadores semafóricos. Agora, ele volta a cobrar que sejam implantadas medidas que visem mais segurança dos pedestres.

Segundo Cagnani, os pedestres argumentam que o tempo programado nos semáforos não é seguro, principalmente aqueles localizados na rua Assis Figueiredo, em frente ao terminal de linhas urbanas, nos cruzamentos da rua Rio Grande do Sul com a avenida Francisco Sales, da rua Prefeito Chagas com Assis Figueiredo e também na rua Pernambuco.

Ainda em 2017, o parlamentar apresentou pedidos de informações argumentando que pessoas idosas, grávidas, mulheres com crianças e deficientes não conseguiam atravessar em tempo hábil nos locais citados. Diante da insegurança relatada pelos pedestres, o vereador indagou se havia estudos relacionados ao tempo necessário para travessia de pedestres e quais medidas poderiam ser adotadas imediatamente, visando garantir a segurança na travessia, principalmente de idosos e deficientes. Na época, a Prefeitura, através da Secretaria Municipal de Defesa Social, informou que estavam em andamento os parâmetros do manual de sinalização semafórica e em fase de cotação, estudo de implantação de focos para pedestres.

Visto que ainda não foram implantadas medidas mais seguras em todos os semáforos necessários, o vereador volta a cobrar para que a temporização seja adequada de acordo com as necessidades dos usuários. “Isso é muito importante porque visa atender a população com relação ao problema dos semáforos, você tem que ter o tempo do pedestre atravessar e quando não tem, as pessoas correm risco. E é importante também porque nós vemos ruas perigosas, o trânsito aumentou muito, então nós fazemos um apelo à Prefeitura, à Secretaria de Defesa Social nesse sentido, para procurar atender a população. Eles fizeram uma parte do serviço, mas não tudo, então estamos cobrando de novo,” argumenta Cagnani.

 

Propostas para o “Poços curte em casa”

A Secretaria Municipal de Cultura divulgou o resultado da primeira etapa do edital especial 07/2020 – “Poços Curte em Casa”. Foram selecionadas 42 propostas nas mais variadas linguagens artísticas, que serão disponibilizadas em formatos digitais, virtuais e remotos, respeitando o distanciamento social durante a pandemia do novo coronavírus.

O edital, publicado em 16 de junho, foi dividido em quatro etapas que somarão investimentos de R$ 232 mil. O objetivo da iniciativa é permitir a realização de ações culturais que promovam a produção artística de Poços de Caldas, movimentando a cadeia produtiva da cultura neste momento de grave crise e, ao mesmo tempo, oferecer conteúdo de qualidade à população.

Na primeira etapa, 79 propostas foram inscritas, sendo 42 selecionadas. O resultado está disponível aqui. O edital contempla ações nas modalidades Artes de espetáculos (circo, dança, música, teatro e outras); Atividades de formação (oficinas, seminários, debates com caráter formativo ou reflexivo sobre arte e cultura); Galeria virtual (seleção de obras visuais para exposição virtual); e Produção literária (coletânea de contos e crônicas originais de autores residentes locais). Os produtos culturais serão disponibilizados gratuitamente nos canais oficiais de comunicação da Prefeitura de Poços de Caldas e da Secretaria Municipal de Cultura.

Caldense planeja volta de atividades no CT

Com a sinalização da Federação Mineira de Futebol (FMF) de que o Estadual retornará no dia 26 de julho, a Caldense aguarda autorização para retomar os treinamentos em grupo em Poços de Caldas. Para o retorno do Campeonato Mineiro, a Veterana contará, a princípio, apenas com jogadores da parceria com um grupo de empresários, o contrato dos demais atletas chegou ao fim durante a paralisação.

Desde a paralisação do torneio, os jogadores da Veterana realizam treinamentos em casa. Os profissionais do clube desenvolveram uma planilha de atividades e acompanham os treinos por meio de grupos montados em redes sociais.

No entanto, para a retomada do torneio, a Caldense já se movimenta para voltar com os treinamentos com o grupo em Poços de Caldas. O clube aguarda autorização do comitê de combate ao coronavírus na cidade.

“A Caldense enviou um projeto ao comitê gestor extraordinário de combate ao coronavírus de Poços de Caldas solicitando autorização para voltar aos treinos no Ninho dos Periquitos, seguindo o protocolo estabelecido pela CBF e uma série de cuidados com a saúde dos profissionais envolvidos. O Clube aguarda a aprovação do Comitê Covid-19 para definir a data de retomadas das atividades no Centro de Treinamento”, destacou o clube em nota oficial

Fechar Menu